Repositório Digital

A- A A+

Movimentos de exclusão escolar oculta

.

Movimentos de exclusão escolar oculta

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Movimentos de exclusão escolar oculta
Autor Linch, Jaqueline Picetti
Orientador Becker, Maria Luiza Rheingantz
Data 2002
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Cotidiano escolar
Exclusão escolar
Relação professor-aluno
Sala de aula
Resumo A dissertação de mestrado "Movimentos de Exclusão Escolar Oculta" faz parte de uma reflexão sobre a minha trajetória como aluna, educadora e pesquisadora. A pesquisa tem como objetivo construir uma trajetória psicopedagógica de análise e reflexão sobre o fenômeno da exclusão escolar oculta - que acontece na relação professor-aluno através dos gestos, expressões, falas e olhares -, confirmando e teorizando sua existência, visando contribuir para a educação na busca de novos olhares em relação aos alunos e alunas. O trabalho de campo foi realizado nas turmas de alfabetização de uma escola da Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre, havendo observação participante em sala de aula, reuniões de professores e conselhos de classe; entrevistas com as crianças e as professoras e análise dos pareceres de avaliação dos educandos. A escolha da Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre ocorreu por ela conceber a escola como um espaço vivo e democrático, voltado para o trabalho com as classes populares. Organiza-se a partir de uma política de inclusão, abolindo da escola movimentos como assinatura de ocorrências, suspensão e expulsão dos educandos (exclusão explícita). O estudo deste fenômeno organizou-se a partir de três dimensões de análise - epistemológica, construção moral e relações entre saberes comunitários e conteúdos escolares - e teve como principal fonte teórica as idéias de Jean Piaget e contribuições de Paulo Freire. A partir da análise do trabalho de campo concluí que a exclusão escolar oculta acontece na relação professor-aluno que se estabelece no ambiente escolar, isto é, no cotidiano da sala de aula, a partir de diferentes movimentos. São ainda utilizadas algumas formas de procurar manter o controle em sala de aula, como: mandar quem "incomoda" para a diretora; enviar bilhetes de reclamação endereçados aos familiares; trocar crianças de turma; ignorar as dúvidas das que "importunam" etc. Estes movimentos, além de não promoverem uma interação em relação à construção da autonomia e do conhecimento, caracterizam-se como formas de exclusão escolar oculta. Atualmente, as crianças não se evadem mais da escola, pois seus familiares temem ações judiciais, mas tornam-se faltosas.
Abstract The present master dissertation titled "Hidden school exclusion movements" is part of a reflection on my own student, educator and researcher career. The study aims to build a psicopedagogic course of analysis and reflection about the phenomenon of the hidden school exclusion which takes place in the teacher-student interaction through gestures, face expressions, and speeches. The research has confirmed and theorized its existence. In this sense, our main goal is to contribute for education in general as it promotes or encourages new perspectives searches towards both male and female students. The data collection was conducted in literacy classes of a school that belongs to the teaching municipal system of Porto Alegre City. The data were collected through: a) classroom observation in which the researcher could participate and interact, as well; b) meetings with the teachers; c) the board of teachers´ meetings; d) students and teachers interviews; and, e) analysis of the teachers´ report about their students. The choice for the teaching municipal system of Porto Alegre City is due to it conceives the school as a living and democratic space, also because of its work to popular classes which is organized based on an inclusion politics and being so it abolishes movements such as the signature of incidents, as well as, suspension and expulsion of students from the school (explicit exclusion ). The study of the current phenomenon was organized on 3 different analysis dimensions: epistemological, moral construction and relations between communitarian knowledge and school subjects. Its main theoretical support includes Jean Piaget and Paulo Freire´s ideas and contributions. Based on the results I got during the analysis of the collected data I´ve concluded that the hidden school exclusion does take place inside the interaction between teacher and student which is, in turn, established in the school environment, in the school day-by-day. Some practices intended to maintain the classroom control are still used, such as: sending the "troublemaker" to the direction of the school; sending complaining messages addressed to the family of the students; exchanging students from their original classes, this is, removing a student from his class to another one; ignoring the questions to which they (teachers) haven´t got a clear idea about what they are about; etc. These different movements do not promote the needed interaction for the autonomy construction nor for the knowledge construction - they reflect ways of hidden school exclusion. Nowadays children do not leave school any longer because their family members are afraid of a judicial action; instead, they´ve started missing classes.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/16983
Arquivos Descrição Formato
000341926.pdf (409.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.