Repositório Digital

A- A A+

Parâmetros ecofisiológicos em vinhedo de 'Niágara Rosada' sob cobertura plástica

.

Parâmetros ecofisiológicos em vinhedo de 'Niágara Rosada' sob cobertura plástica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Parâmetros ecofisiológicos em vinhedo de 'Niágara Rosada' sob cobertura plástica
Outro título Ecophysiologic parameters of grapevines 'Niágara Rosada' under plastic covering
Autor Heckler, Bruna Maria Machado
Orientador Bergonci, Joao Ito
Co-orientador Bergamaschi, Homero
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia.
Assunto Estufa
Meteorologia
Pratica cultural
Uva
Resumo O cultivo protegido de videiras é uma alternativa de manejo para minimizar as adversidades climáticas na produção vitícola da "Serra Gaúcha". A cobertura plástica modifica o microclima do vinhedo, e como conseqüência, a fisiologia das plantas também é alterada. O objetivo deste trabalho foi avaliar parâmetros fisiológicos de videiras (cv. Niágara Rosada) sob cobertura plástica, na comparação ao cultivo descoberto. O experimento foi desenvolvido num vinhedo de três anos, conduzido em sistema "latada" na Embrapa Uva e Vinho, em Bento Gonçalves, RS, na safra 2007/2008. Foram mantidas cinco filas de plantas cobertas com plástico transparente, tipo ráfia, com espessura de 160 μm, ficando o restante descoberto. Em cada tratamento mediu-se a taxa fotossintética líquida, condutância foliar e temperatura da folha, utilizando-se um analisador de gases com detecção por radiação infravermelha. Com o mesmo equipamento determinou-se a curva de resposta da fotossíntese à radiação fotossinteticamente ativa. Avaliou-se a condição hídrica das plantas através do potencial da água na folha, medido com câmara de pressão antes do nascer do sol (potencial de base) e às 13h (potencial mínimo). O rendimento final e seus componentes foram avaliados em 10 plantas por tratamento, na colheita. Os potenciais da água na folha, de base e mínimo, foram maiores no vinhedo protegido. A melhor condição hídrica das plantas e o menor déficit de pressão de vapor entre folha e ar, no vinhedo coberto, proporcionaram maior condutância foliar e maior taxa fotossintética líquida. O potencial fotossintético, avaliado através da resposta da taxa fotossintética líquida à disponibilidade de radiação, apresentou diferenças entre os dois ambientes. No início da compactação dos cachos a taxa máxima fotossintética líquida das folhas expostas à luz solar foi 49% superior na área coberta que na descoberta. Porém, na maturação dos frutos esta taxa não apresentou diferença entre plantas cobertas e descobertas. O rendimento foi maior no vinhedo coberto que no descoberto. Este conjunto de respostas pode ser atribuído a diversos fatores, mas grande parte deles se deve às alterações micrometeorológicas proporcionadas pela cobertura plástica.
Abstract The protected cultivation of grapevines is an important alternative for controlling climatic limitations in the "Serra Gaúcha" region, in Southern Brazil. The plastic overhead covering modifies the microclimate on vineyards. However, it allows also to alterations in the plants physiology, as a consequence. The objective of this work was to evaluate some ecophysiological parameters of grapevines (cv. Niágara Rosada) under plastic covering, in comparison to open sky cultivation. The experiment was carried out on a three year-old vineyard, in Bento Gonçalves, Brazil, during the 2007/2008 annual cycle. Five lines of plants were maintained under an overhead transparent plastic film, with 160 μm thick, while the rest of the vineyard remained in open sky. The net photosynthesis rate, leaf conductance, and leaf temperature were measured in each treatment. For this purpose, a gas analyzer with detection for infrared radiation was used. The same equipment was used for measuring the response curve of net photosynthesis to incident light. The water condition of plants was evaluated in terms of leaf water potential, which was measured in a pressure chamber before sunrise (predawn leaf water potential) and at 1:00 p.m. (minimum leaf water potential). The fruit yield and its components were determined in 10 plants per treatment. The predawn and minimum leaf water potentials were higher in covered plants than in open sky. The higher leaf water potentials and lower leaf-to-air vapor pressure deficit in covered plants allowed to a higher leaf conductance and higher net photosynthesis rates than in open sky. The potential photosynthesis, evaluated through the net photosynthesis rate in response to the incident light, showed differences among treatments. At the beginning of fruit set the maximum net photosynthesis rate of sunny leaves was 49% higher in covered plants than in open sky. During the maturation of grapes it decreased 47% in relation to the previous period, but there has no difference among covered and uncovered plants. The yield of the covered vineyard was higher than in open sky. This set of responses can be attributed to several factors, but great part of them should be attributed to microclimate alterations promoted by the plastic covering. The cumulative effects over time have to be also considered in this case, since the environment has been modified continually by the overhead plastic covering throughout the plant growth.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/17081
Arquivos Descrição Formato
000709844.pdf (522.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.