Repositório Digital

A- A A+

Ampullariidae (Mollusca : Gastropoda) registrados para o sistema límnico sul da planície costeira do Rio Grande do Sul, Brasil

.

Ampullariidae (Mollusca : Gastropoda) registrados para o sistema límnico sul da planície costeira do Rio Grande do Sul, Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ampullariidae (Mollusca : Gastropoda) registrados para o sistema límnico sul da planície costeira do Rio Grande do Sul, Brasil
Autor Rosa, Luciéle Cristina
Orientador Veitenheimer-Mendes, Inga Ludmila
Data 2006
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Ênfase Ambiental: Bacharelado.
Assunto Ampullaridae
Conquiliologia
Rio Grande do Sul, Planície costeira
Sistema reprodutor masculino
Resumo A família Ampullariidae constitui-se de espécies límnicas de ampla distribuição tropical. Para o sistema costeiro sul (Pinhal a Chuí) da Planície Costeira do Rio Grande do Sul (PCRS), até o presente, registra-se somente os táxons Pomacea canaliculata (Lamarck, 1822) e Pomacea sp. A literatura cita aproximadamente 200 nomes específicos para o gênero Pomacea Perry, 181 O, sendo que as descrições desses táxons geralmente são baseadas quase que exclusivamente em conchas, o que dificulta a o conhecimento taxonômico da família. O presente trabalho tem como objetivo identificar o(s) táxon(s) de Ampullariidae residentes na área de estudo, bem como contribuir para o conhecimento de sua distribuição. A partir da análise de concha, rádula e sistema reprodutor masculino de exemplares de procedentes de ambientes límnicos do sul da PCRS, identificam-se os seguintes táxons: Pomacea aff. dorbignyana (Philippi, 1852), Pomacea haustrum (Reeve, 1856), Pomacea aff. insularum (Orbigny, 1835), Pomacea lineata (Spix, 1827), Pomacea aff. Physis (Hupé, 1857), Pomacea aff. quercina (Spix, 1827). A identificação de conchas procedentes da lagoa dos Gateados (Palmares do Sul) e lagoa Mirim (Santa Vitória do Palmar) como sendo Asolene spixii (Orbigny, 1827) constitui-se no primeiro registro do gênero para a PCRS. Autores consideram alguns destes táxons (P. dorbignyana, P. haustrum, e P. insularum) como fazendo parte do complexo Pomacea canaliculata, entretanto, constata-se pelo exame de material-tipo associado à rádula e estruturas do sistema reprodutor masculino (especialmente da bainha) que tais táxons possam realmente representar espécies distintas.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/171302
Arquivos Descrição Formato
000578601.pdf (7.482Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.