Repositório Digital

A- A A+

A poeira de cereais e seus efeitos sobre a saude dos trabalhadores de armazenamento : avaliacao ambiental e estudo epidemiologico no Rio Grande do Sul

.

A poeira de cereais e seus efeitos sobre a saude dos trabalhadores de armazenamento : avaliacao ambiental e estudo epidemiologico no Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A poeira de cereais e seus efeitos sobre a saude dos trabalhadores de armazenamento : avaliacao ambiental e estudo epidemiologico no Rio Grande do Sul
Autor Tietboehl Filho, Carlos Nunes
Orientador Moreira, José da Silva
Data 1991
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Pós-Graduação em Pneumologia.
Assunto Cereais : Doencas respiratorias
Doenças ocupacionais
Doenças profissionais
Poluicao ambiental : Efeitos adversos
Riscos ocupacionais
Trabalhadores agrícolas
Resumo O Estado do Rio Grande do Sul e um dos principais produtores de grãos do Brasil. Possui 20% da capacidade de armazenagem total do país e mais de 15.000 trabalhadores empregados nas indústrias de armazenagem e processamento dos grãos. A descarga de caminhões nas áreas de recebimento de grãos (moegas) em si los elevados gera concentrações elevadas de poeira, bem como os processos de transporte e limpeza dos grãos. A poeira dos grãos e composta por material heterogêneo que contém proporções variáveis de componentes alérgicos ou tóxicos. Amostras de poeira respirável foram coletadas em áreas de recebimento do Rio Grande do Sul. Algumas amostras foram analisadas quantitativamente (concentração de poeira inalável), utilizando- se o coletor gravimétrico , e outras qual i ta ti vamente através da classificação das partículas inaláveis contendo esporos de fungos viáveis, pelo método de impactação em cascata (coletor de Andersen). Estudos epidemiológicos comprovaram que a poeira de graos causa sintomas respiratórios agudos e crônicos, e leva a alterações de função pulmonar. Um estudo transversal controlado, em 235 trabalhadores de grãos e 58 funcionários administrativos não- expostos , empregados em 15 silos e levados, foi realizado para utilizando- se um função pulmonar. avaliar o sistema respiratório, questionário padronizado e um teste de Os resultados evidenciaram uma prevalência elevada de tosse , expectoração, sibilãncia e de história de bronquite crônica no grupo exposto . Os valores médios dos parâmetros espirométricos (VEFl e CV ) foram levemente menores entre os expostos . Havia também neste grupo uma diminuição dos fluxos respiratórios que era mais evidente entre os fumantes .
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/171329
Arquivos Descrição Formato
000061127.pdf (72.46Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.