Repositório Digital

A- A A+

Fatores de risco para diarreia complicada por desidratacao moderada a grave : um estudo de casos e controles

.

Fatores de risco para diarreia complicada por desidratacao moderada a grave : um estudo de casos e controles

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Fatores de risco para diarreia complicada por desidratacao moderada a grave : um estudo de casos e controles
Autor Fuchs, Sandra Cristina Pereira Costa
Orientador Victora, Cesar Gomes
Data 1993
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Pós-Graduação em Clínica Médica.
Assunto Desidratação
Diarréia infantil
Estudos de casos e controles
Fatores de risco
Fatores socioeconômicos
Resumo A doença diarréica persiste como uma causa importante de mortalidade de crianças menores de cinco anos, especialmente para os paises em desenvolvimento. Nestes, a implantação da terapia de reidratação oral associou-se à redução da mortalidade, especialmente devida a diarréia aquosa aguda. Contudo, estima-se que 2 a 3 % dos episódios de diarréia evoluam para desidratação e choque, representando a causa do óbito para aproximadamente 22% das crianças menores de um ano. A fim de investigar os fatores associados ao risco de desenvolver diarréia complicada por desidratação moderada ou grave (diarréia grave), realizou-se um estudo de casos e controles na região metropolitana de Porto Alegre. Os casos eram crianças menores de dois anos com diarréia aguda hospitalizados por desidratação moderada ou grave. Os controles constituiram-se de crianças sem diarréia, residentes na mesma vizinhança e do mesmo grupo etário dos casos. Fatores demográficos, socioeconômicos, ambientais, maternos, nutricionais e de assistência à saúde associaram-se significativamente com o risco de desidratar. Destacam-se às exposições decorrentes de idade menor do que quatro meses e, para as crianças acima de uma ano, idade menor do que dezoito meses; pai ausente ou analfabeto; ambiente doméstico não limpo; idade materna menor do que vinte anos; gemelaridade; déficits de altura para idade e de peso para idade dois desvios padrões abaixo da mediana; baixo peso de nascimento; substituição do leite materno por leite artificial; menor tempo decorrido após a suspensão do leite materno e não administração recente de antimicrobianos. Conclui-se que é possivel caracterizar exposições de risco para crianças residentes na mesma comunidade. Além da identificação dos fatores de risco, o acúmulo de três ou mais fatores se associa significativamente com o desenvolvimento de diarréia grave.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/171343
Arquivos Descrição Formato
000061224.pdf (45.12Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.