Repositório Digital

A- A A+

Análise do neocolonialismo presente em aquisições de empresas brasileiras por empresas estrangeiras

.

Análise do neocolonialismo presente em aquisições de empresas brasileiras por empresas estrangeiras

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise do neocolonialismo presente em aquisições de empresas brasileiras por empresas estrangeiras
Autor Silva, Luciano Messina Pereira da
Orientador Lopes, Fernando Dias
Data 2017
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Aquisição de empresas
Empresas : Brasil
Internacionalização de empresas
[en] Discourse
[en] Domination
[en] Internationalization
[en] Neocolonialism
Resumo A pesquisa nacional sobre internacionalização de empresas brasileiras, via aquisições por empresas estrangeiras desde a abertura do mercado ocorrida a partir de 1990, trata este assunto sob o aspecto comportamental ou então sob o aspecto econômico, e eventuais dificuldades durante a integração entre as empresas são analisadas sob o aspecto da cultura organizacional e nacional. Entretanto, é possível observar que as empresas brasileiras, visando competir no mercado internacional e globalizado, são direcionadas a se associarem a empresas de países mais desenvolvidos economicamente, via processos de aliança, que muitas vezes evoluem para uma fusão ou aquisição, em que a empresa brasileira é a adquirida, salvo algumas exceções. A aceitação desta posição de submissão em uma relação comercial vem do conceito generalizado de que o estrangeiro, por ser mais bem sucedido internacionalmente, é superior, e esta situação pode revelar a presença de relações de poder características de uma dominação neocolonialista, onde as empresas estrangeiras assumem o papel de metrópole, e as empresas brasileiras o papel de colônia, e eventuais conflitos são gerenciados ou mesmo mascarados através de uma explicação reducionista que evoca diferenças culturais e institucionais. O objetivo desta tese é analisar a presença a dominação neocolonialista no processo de aquisição de empresas brasileiras por empresas estrangeiras estudando o desenvolvimento do processo de aquisição de duas empresas adquiridas por multinacionais europeia e norte-americana, assim compreender como os conflitos existentes são gerenciados e como este processo de dominação pode ser normalizado pelo uso do discurso da globalização.
Abstract The national research on the internationalization of Brazilian companies, through acquisitions by foreign companies since the opening of Brazilian market in the 1990’s, approach this issue considering behavioral or economic aspects, and possible difficulties during the integration stage of the companies involved are analyzed under the aspect of organizational culture and national. However, it is possible to observe that Brazilian companies, desiring to compete in the international and globalized market, are inclined to form alliances with companies belonging to more economically developed countries, a movement that often evolves into a merger or acquisition, in which the Brazilian company is the acquired one, with some exceptions. The acceptance of a position of submission in a commercial relationship comes from the generalized concept that the foreign company, being internationally successful, has superior knowledge, and this situation can reveal the presence of power relations characteristic of a neocolonialist domination, where foreign companies assume the role of a metropolis, and Brazilian companies play the role of a cologne, and possible conflicts are managed or even disguised using a reductionist explanation that evokes cultural and institutional differences. The purpose of this thesis is to analyze the presence of neocolonialist domination in the acquisition process of Brazilian companies by foreign companies, studying the development of the acquisition process of two companies acquired by European e North American multinational companies, seeking to understand how existing conflicts are managed and how this domination process can be normalized by using the globalization discourse.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/171446
Arquivos Descrição Formato
001056443.pdf (1.729Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.