Repositório Digital

A- A A+

Avaliação ecocardiográfica e da capacidade funcional por ensaio clínico randomizado dos efeitos agudos de dois modos de ventilação não-invasiva nasal na insuficiência cardíaca compensada

.

Avaliação ecocardiográfica e da capacidade funcional por ensaio clínico randomizado dos efeitos agudos de dois modos de ventilação não-invasiva nasal na insuficiência cardíaca compensada

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação ecocardiográfica e da capacidade funcional por ensaio clínico randomizado dos efeitos agudos de dois modos de ventilação não-invasiva nasal na insuficiência cardíaca compensada
Autor Mundstock, Lorena Contreras
Orientador Torres, Marco Antonio Rodrigues
Co-orientador Xavier, Rogerio Gastal
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde: Cardiologia e Ciências Cardiovasculares.
Assunto Caminhada
Ecocardiografia sob estresse
Insuficiência cardíaca
Teste de esforço
Ventilação com pressão positiva intermitente
[en] 6-minutes walk test
[en] Echocardiography
[en] Heart failure
[en] Noninvasive ventilation
Resumo Introdução: Os efeitos agudos da ventilação não invasiva (VNI), comparando os modos continuous positive airway pressure (CPAP) versus bilevel positive airway pressure (BiPAP) devem ser melhor verificados em pacientes insuficiência cardíaca (IC) crônica. Objetivo: avaliar os efeitos agudos da VNI em pacientes com IC na resposta hemodinâmica da função cardíaca por ecocardiografia com Doppler Tissular e na avaliação da capacidade funcional através do teste de caminhada de 6 minutos (TC6min), utilizando modo CPAP versus BiPAP. Métodos vinte e seis pacientes portadores de insuficiência cardíaca selecionados de ambulatórios de cardiologia de hospitais-escola de Porto Alegre. Os pacientes foram randomizados para receber VNI pelos modos CPAP ou BiPAP durante 60 minutos. Foram realizados TC6min e ecocardiograma antes e após o uso da VNI. No modo CPAP foi utilizada pressão de 8 cmH2O, e no BiPAP foram 8 cmH2O de pressão inspiratória e 4 cmH2O de pressão expiratória. Resultados: o tempo de relaxamento isovolumétrico (TRIV) diminuiu após uso do CPAP (pré = 104,7±18,9 mseg versus pós = 60,48±19,2 mseg; p<0,05) e a fração de encurtamento (FS) diminuiu em ambos os modos (pré = 25,9±1,4% versus pós = 23,15±1,02%, P < 0,05). Entre os pacientes com fração de ejeção do ventrículo esquerdo (FEVE) >= 50%, houve aumento do diâmetro sistólico final do VE (DSFVE) (pré = 37,27±2,84mm versus pós = 41,8±2,77mm; p<0,05) e diminuição da FEVE (pré = 61,9±2,6% versus pós = 53,32±2,9%). A capacidade funcional não foi alterada com o uso da VMNI. Conclusão: O CPAP alterou significativamente o TRIV. A FEVE preservada influenciou os resultados da função contrátil do VE. A VNI não provocou alterações significativas sobre a capacidade funcional.
Abstract Introdução: The noninvasive ventilation (NIV) acute effects da ventilação não invasiva by comparing continuous positive airway pressure (CPAP) versus bilevel positive airway pressure (BiPAP) should be more investigated in patients with chronic heart failure (CHF). Objective: evaluate the acute effects of NIV in patients with heart failure (HF) in the hemodynamic response of the cardiac function through echocardiography with Tissue Doppler and in the assessment of functional capability through the 6-minute walk test (6MWT), using CPAP vs. BiPAP modes. Methods: twenty-six patients with HF recruited from outpatient clinics of Cardiology schoolhospitals in Porto Alegre. The patients were randomized to receive NIV through CPAP or BiPAP modes for 60 minutes. The 6MWT and echocardiogram were performed before and after the use of NIV. In CPAP mode, 8 cmH2O pressure was applied and in BiPAP mode 8 cmH2O inspiratory pressure and 4 cmH2O expiratory pressure were applied. Results: The isovolumic relaxation time (IVRT) was reduced after the use of CPAP (before = 104.7±18.9 msec. vs. after = 60.48±19.2 msec.; p<0.05) and the shortening fraction was reduced in both modes (before = 25.9±1.4% vs. after = 23.15±1.02%, p<0.05). Patients with left ventricle ejection factor (LVEF)>= 50% presented increased left ventricle end systolic diameter (LVESD) (before = 37.27±2.84mm vs. after = 41.8±2.77mm; p<0.05) and reduced LVEF (before = 61.9±2.6% vs. after = 53.32±2.9%). The functional capability was not altered with the use of NIV. Conclusion: The CPAP significantly altered the IVRT. The preserved LVEF affected the results of LV contractile function. The NIV did not cause any significant alteration to the functional capability.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/17219
Arquivos Descrição Formato
000710542.pdf (740.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.