Repositório Digital

A- A A+

Educação ambiental no ensino superior : estudo de caso no curso de agronomia

.

Educação ambiental no ensino superior : estudo de caso no curso de agronomia

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Educação ambiental no ensino superior : estudo de caso no curso de agronomia
Autor Grings, Venice Teresinha
Orientador Bordas, Merion Campos
Data 2009
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Educação ambiental
Ensino superior
[en] Agronomy professional formation with socio-environmental responsibility
[en] Environmental education
[en] Socio-environmental crisis
Resumo Esta tese situa-se no campo da Educação Superior e seu objetivo principal foi investigar e discutir qual o espaço formal e quais significados são atribuídos à Educação Ambiental nas políticas públicas e nos cursos de graduação em Engenharia Agronômica do país. A opção pela temática decorre do entendimento da relevância de inclusão dessa área de conhecimento na formação do Engenheiro Agrônomo, no sentido de atender ao compromisso de buscar alternativas de ação viáveis frente à crise socioambiental que caracteriza a contemporaneidade. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, com características de estudo de caso que envolveu análise documental e interpretação das representações dos sujeitos. O estudo de campo, desenvolvido junto aos Cursos de Agronomia da UFSM e da UFRGS, foi orientado pelas seguintes questões de pesquisa: i) que lugar ocupa a Educação Ambiental nas políticas públicas educacionais voltadas à formação profissional do Engenheiro Agrônomo, nos Projetos Político-Pedagógicos (PPPs) e propostas curriculares e no seu desenvolvimento nos Cursos de Agronomia; ii) qual o espaço atribuído à EA nas representações dos sujeitos (professores e estudantes) envolvidos diretamente nesses cursos e/ou no exercício profissional; iii) que perspectivas são apontadas por professores, estudantes e egressos dos Cursos de Agronomia para ampliar o espaço da EA no processo formativo. A pesquisa sustentou-se nos aportes teóricos referidos às concepções de Educação Ambiental; à relação entre a crise sócio-ambiental da contemporaneidade e o mundo agrícola; à crise de paradigmas no conhecimento científico e seus reflexos na educação; aos Projetos Político- Pedagógicos/currículos tradicionais versus projetos inovadores. Foram envolvidos como sujeitos do estudo doze (12) professores, onze (11) estudantes, representando as duas Universidades e nove (9) engenheiros agrônomos representando a área de atuação profissional. Os dados, coletados através da leitura dos documentos legais, de entrevistas semi-estruturadas e de registros no Diário de Campo da pesquisadora, foram respectivamente submetidos aos procedimentos de análise documental e de analise de conteúdo. Como resultados do estudo registram-se: i) a crescente preocupação com a Educação Ambiental em nível governamental; ii) a consciência mais aguçada entre os sujeitos do estudo quanto à importância do tema na formação profissional; iii) o espaço ainda incipiente da EA nos PPPs e Currículos dos Cursos de Agronomia, bem como a permanência de estruturas curriculares tradicionais. Evidenciou-se, por outro lado, o esforço de alguns dos professores na inserção da EA nos PPPs e estruturas curriculares dos cursos e em suas práticas educativas, assim como algumas perspectivas para ampliar esse espaço por meio da formação continuada dos docentes, da formação universitária contextualizada e comprometida com a sociedade, da associação entre ensino, pesquisa e extensão e da relação entre a formação agronômica e o modelo de agricultura e de desenvolvimento sustentável.
Abstract This thesis is situated in the field of Higher Education and its objective was to investigate and to discuss which formal space and meanings are attributed to Environmental Education in public policies and in undergraduate programs of Agronomy in the country. The option for the subject comes from the understanding of the relevance of including this area of knowledge in the professional formation of the Agronomist, in order to attend the commitment of looking for viable action alternatives facing the socio-environmental crisis characterizing the contemporary times. It is a qualitative research, with characteristics of study case that involved documental analyses and interpretation of the subjects' representations. The field study, developed with the Agronomy courses of UFSM and UFRGS was oriented by the following research issues: i) what is the place that environmental education occupies in the public educational policies aiming the professional education of Agronomists in the Political Pedagogic Projects (PPPs) and curricula, and in their development in the Agronomy courses; ii) what is the space attributed to environmental education in the subjects representations (teachers and students) involved directly in these courses e/or the professional activities; iii) what perspectives are appointed by teachers, students and alumni of Agronomy courses to broaden the space of the environmental education in the educational formation process. The research was supported in the theoretical knowledge related to the conceptions of environmental education; the relation between the contemporary socio-environmental crisis and the agricultural world; the paradigms crisis in the scientific knowledge and their reflexes on education; the PPP/traditional curriculum versus innovative ones. As study subjects were involved twelve (12) teachers and eleven (11) students, representing the two universities, and nine (9) agronomists representing the professional area. The data, collected from reading legal documents, semi-structured interviews, and entries in the field diary of the researcher, were submitted, respectively, to the procedures of documental and content analyses. As results of the study is registered: i) the increasing concern with Environmental Education at the governmental level; ii) the higher conscience of the study subjects about the importance of Environmental Education in the professional formation; iii) the still incipient space of Environmental Education in the PPPs and curricula of Agronomy courses, as well as the remaining of traditional curricula. On the other hand, the effort of some teachers in inserting Environmental Education into the courses' PPP and curriculum structures and into their educational practices became evident, as well as, the perspectives aiming to enlarge the space of Environmental Education through the continuing formation of teachers, the contextualized undergraduate formation committed with the society, the association among teaching, research and extension and the relationship between the Agronomy undergraduate education and the model of agriculture and sustainable development.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/17246
Arquivos Descrição Formato
000713414.pdf (1.522Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.