Repositório Digital

A- A A+

Impressão diluição : um aprendizado na chuva

.

Impressão diluição : um aprendizado na chuva

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Impressão diluição : um aprendizado na chuva
Autor Redin, Mayra Martins
Orientador Zordan, Paola
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Artes visuais
Barthes, Roland 1915-1980.
Escrita
Fotografia
[fr] Coup de foudre
[fr] Êcriture
[fr] Impression-dilution
[fr] Photographie
[fr] Pluie
[fr] Punctum
Resumo Trata da ação de colher chuva. A chuva apresenta-se como matéria plástica de pesquisa e é o que se expressa neste trabalho que entrelaça Artes Visuais e Educação. De modo que a impressão e diluição da água e de suportes constituem o movimento que mostra e percorre, num processo de experimentações que é um aprendizado. Para isso, esta pesquisa produz fotografias e se aproxima das noções da gravura. Experimenta maneiras de pesquisar, com a arte e a literatura, sendo que tais maneiras acontecem através da escrita e da poética visual. Com Roland Barthes, encontra na noção de Punctum o disparador para a produção de um texto de desejo. Junto a esta noção, o trabalho aproxima a expressão francesa Coupde Foudreencontrada em contos de Guy de Maupassant. CoupdeFoudretraduz-se literalmente por golpede relâmpagoe tem como figura o Amor àprimeiravista. Assim, o amor, a chuva e a noite são elementos que abrem o texto e as imagens produzidas para acasos e atravessamentos não programados. Neste encontro entre o processo plástico e a escrita, tal pesquisa tem na brevidade, na possibilidade de ser pungido e também nas marcas que permanecem e que se diluem, seu aprendizado. Aprendizado sem o qual, tanto para quem pesquisa ecomo também para quem lê a pesquisa, uma arte não acontece.
Résumé Il s'agit de l'action de cueillir de Ia pluie. La pluie se présente comme matiere plastique de recherche et c'est ce qu'on exprime dans ce travail qui entrelace les Arts Visuels et l'Éducation. De maniere à que l'impression et dilution de l'eau et de supports constituent le mouvement qui montre et parcourt, dans un processus d'expérimentations qui est un apprentissage. Pour ça, cette recherche produit des photographies et s'approche des notions de Ia gravure. Elle essaie des façons de rechercher avec l'art et Ia littérature puisque ces façons ont lieu à travers Ia poétique visuelle et l'écriture. Avec Roland Barthes, elle trouve dans Ia notion de Punctum le dédencheur pour Ia production d'un texte de désir, en s'approchant de l'expression française CoupdeFoudretrouvée dans les contes de Guy de Maupassant. CoupdeFoudrea comme figure l'Amour subit et immédiatpourquelqu'unoAinsi, l'amour, Ia pluie et Ia nuit sont des éléments qui ouvrent le texte et les images produites à des hasards et à des traversements non programmés. Dans cette rencontre entre le processus plastique et l'écriture, cette recherche a, dans Ia brieveté, dans Ia possibilité d'être incitée et aussi dans les marques qui restent et qui se diluent, son apprentissage. Apprentissage sans lequel, autant pour celui qui recherche que pour celui qui lit Ia recherche, un art ne se produitpas.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/17250
Arquivos Descrição Formato
000713455.pdf (8.850Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.