Repositório Digital

A- A A+

Um olhar implicado sobre o mal-estar docente

.

Um olhar implicado sobre o mal-estar docente

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Um olhar implicado sobre o mal-estar docente
Autor Aranda, Silvana Maria
Orientador Craidy, Carmem Maria
Data 2007
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Bauman, Zygmunt 1925-.
Formação
Professor
Sociedade fluídica
[en] Mal-being
[en] Society fluidic
[en] Teachers
[en] Training
Resumo Este é um estudo sobre o que leva professores a vivenciarem o mal-estar docente. O conceito construído é o de que o mal-estar docente é um dos traços da profissão professor na contemporaneidade e evidencia-se através da manifestação das dificuldades ou impossibilidades de lidar com as problemáticas que estão presentes na escola. A manifestação do mal-estar docente se dá através de relatos de sentimentos de angústia, desconforto e impotência, resultantes do tensionamento nas relações estabelecidas e mediante a necessidade de intervenção do professor, em situações que se colocam no cotidiano de sua prática, e as reais possibilidades dessa intervenção. Esse conceito foi elaborado ao longo do processo de pesquisa, através dos estudos teóricos e da análise dos dados coletados. A pesquisa de campo realizou-se com professores de escolas da Rede Municipal, Estadual e Particular da cidade de Porto Alegre. Buscou-se levantar a percepção dos professores acerca das situações que causam mal-estar no cotidiano de seu trabalho na escola. Algumas das conclusões parciais podem ser apontadas, tais como: o mal-estar docente está presente tanto nas escolas da Rede Pública quanto nas da Rede Particular. Os principais fatores de mal-estar advêm da relação com o aluno, com a comunidade escolar, com as colegas e equipe diretiva. Nessas relações ganha destaque o mal-estar relacionado ao aluno incluído nas escolas após a democratização do ensino e no que se refere ao aluno que não está mobilizado para aprender. O sentimento de solidão do professor ao lidar com os problemas do cotidiano escolar, também se configura como fator de mal-estar docente. Através da revisão de literatura é possível constatar que o mal-estar docente não é uma questão recente, mas adquire características diferenciadas no momento atual tornando-se um fenômeno complexo constituído por inúmeros fatores relacionados às transformações que vêm acontecendo na sociedade e no ofício do professor. Partindo desse patamar de análise, foi possível construir a afirmativa de que o mal-estar docente, mais do que um incômodo ou sentimento difuso e passageiro, ou um ciclo degenerativo da eficácia docente, é um fenômeno que não está situado apenas no individuo, mas nas relações que se estabelecem na escola e na sociedade e, portanto, podemos nos referir a mal-estares.
Abstract The purpose of this study is to investigate the reasons that lead teachers to experience the ill-being of teaching in general. The concept here construed is that the ill-being of teaching is inherent in the teaching profession in contemporaneity, and becomes apparent through the manifestation difficulties or impossibilities in dealing with the problematic issues always present in the school environment. The ill-being of teaching is expressed through reports of feelings of anguish, discomfort and powerlessness that are manifest in the tension generated by the needs of the teacher's intervention in situations that are present in their daily practices and the real possibilities of such intervention. The concept has been elaborated throughout the research process, through theoretical studies and the analysis of the data gathered. The field research was performed with the help of teachers in both City and State Public Schools and in Private Schools in Porto Alegre city. The research aimed at identifying the teachers' perception about the events that can lead to the feeling of illbeing when performing their daily routines at school. Some partial conclusions may be pointed out, such as that the feeling of ill-being is present both in public and private schools. The major factors responsible for the feeling of ill-being arise from the relationships between teacher and student, between the teacher and the school community, between the teachers and their peers, and the school management team. It is noteworthy to emphasize the feeling of ill-being related to the students that have been included in the schools after the universalization of compulsory education, and specially, to those students who do not appear motivated to learn. The feeling of loneliness that overpowers the teachers when dealing with the daily school problems has also been identified as one of the reasons of the feeling of ill-being of teaching. Through literature research and review, it has also been noticed that the feeling of illbeing of teaching does not present itself as a brand new issue, but it has acquired differentiated characteristics in the current moment, thus becoming a more complex phenomenon that is construed by multiple factors related to the transformation that the society and the teaching profession have been subject to. Starting from such analysis threshold, it has been possible to construe the premise that the feeling of illbeing of teaching represents more than a nuisance or a diffuse and fleeting feeling, or even a degenerative cycle of the teaching efficacy, but it ultimately represents a phenomenon that does not reside in the individual only, but rather resides in the relationships that are established within the school and within the society, and therefore may be referred to as ill-beings.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/17311
Arquivos Descrição Formato
000687320.pdf (15.35Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.