Repositório Digital

A- A A+

Análise morfológica dos fragmentos foliares de Passiflora suberosa Linnaeus e Passiflora misera Humbold, Bonpland & Kunth (Passifloraceae) na digestão de larvas de Heliconius erato phyllis

.

Análise morfológica dos fragmentos foliares de Passiflora suberosa Linnaeus e Passiflora misera Humbold, Bonpland & Kunth (Passifloraceae) na digestão de larvas de Heliconius erato phyllis

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise morfológica dos fragmentos foliares de Passiflora suberosa Linnaeus e Passiflora misera Humbold, Bonpland & Kunth (Passifloraceae) na digestão de larvas de Heliconius erato phyllis
Autor Giani, Érica Jaqueline de Melo
Orientador Moreira, Gilson Rudinei Pires
Co-orientador Santos, Rinaldo Pires dos
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal.
Assunto Digestão
Heliconius erato phyllis
Nutrição
Passiflora misera
Passiflora suberosa
Resumo Passiflora suberosa e Passiflora misera (Passifloraceae) são plantas hospedeiras com estreitas relações com as borboletas Heliconius erato phyllis (Lepidoptera: Nymphalidae). Dentre estas relações, destaca-se, por exemplo, P. misera, mais consumida, digerida e assimilada por H. erato phyllis do que P. suberosa. Embora esta contenha maior teor de nutrientes, P. misera proporciona desenvolvimento mais rápido das larvas e maior tamanho dos adultos. Sabe-se ainda que os fragmentos menores de P. misera, cortados por estas larvas, possuem uma maior superfície exposta relativa ao volume, enquanto que os fragmentos de P. suberosa possuem uma maior superfície exposta absoluta. Não se sabe quais são os nutrientes destas passifloráceas, o mecanismo envolvido na sua extração tampouco a existência de um mecanismo de compensação em relação ao tempo no processo digestivo das larvas. Neste estudo, qualificamos os nutrientes das folhas de P. misera e P. suberosa e o mecanismo envolvido na sua extração, bem como mensuramos o tempo em que são processados.Para isto, analisamos morfologicamente os fragmentos de ambas as passifloráceas obtidas antes da ingestão e no decorrer do processo digestivo das larvas de H. erato phyllis. Com a inclusão destes fragmentos em resina, seguida de cortes seriados em micrótomo, foram realizados testes histoquímicos para detecção de polissacarídeos, proteínas e amido, efetuadas comparações quantitativas em relação ao conteúdo citoplasmático remanescente. Finalmente, com o oferecimento de discos foliares corados com Oil Red®, mensuramos o tempo em que os fragmentos ingeridos percorrem o intestino das larvas de H. erato phyllis. Os testes histoquímicos mostraram que o conteúdo protéico apresentou uma configuração irregular após passar pelo processo digestivo. Não ocorreu a extração de pectinas e a absorção do amido foi completa para ambas as passifloráceas. Os fragmentos de P. suberosa apresentaram maior espessura e menor quantidade de células em relação a P. misera. Na análise quantitativa, a região central dos fragmentos de P.misera e P. suberosa apresentou-se significativamente mais preservada. O tempo médio de digestão não deferiu significativamente entre as duas espécies de planta. Infere-se que a assimilação dos nutrientes não diferiu entre as espécies e que há um gradiente de extravasamento, com a ação enzimática a partir da superfície exposta dos fragmentos foliares em direção ao centro destes. Não existe um mecanismo de compensação da digestibilidade pelo tempo de permanência do alimento no trato digestivo para ambas as passifloráceas.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/17312
Arquivos Descrição Formato
000705301.pdf (949.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.