Repositório Digital

A- A A+

Valor, espaço e cultura : a dimensão não-quantitativa da valoração econômica na reabilitação dos centros urbanos

.

Valor, espaço e cultura : a dimensão não-quantitativa da valoração econômica na reabilitação dos centros urbanos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Valor, espaço e cultura : a dimensão não-quantitativa da valoração econômica na reabilitação dos centros urbanos
Autor Valiati, Leandro
Orientador Marzulo, Eber Pires
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Arquitetura. Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional.
Assunto Centro urbano : Porto Alegre (RS)
Espaço público
Patrimônio histórico : Centro urbano
Preservação cultural
Renovação urbana
Resumo Essa dissertação propõe-se a definir e compreender a dimensão não-quantitativa da valoração econômica a partir de seus efeitos sobre bens e equipamentos culturais que contribuem para o processo de reabilitação de centros urbanos. Identificamos que esse processo resulta da formação de espaços praticados de consumo cultural nos centros das cidades, o que promove o referido processo de retomada dessa área. O exemplo do centro da cidade de Porto Alegre é trazido como estudo de caso na medida em que reúne características que indicam a valoração simbólica e nãoquantitativa como protagonistas do processo de retomada. Como elementos explicativos do fenômeno identificado, este trabalho observa que alguns aspectos tornam o caso da reabilitação via cultura particular, na medida em que: a) tem como diferencial o foco na alteração do uso dos equipamentos urbanos, operando sem renovação física do estoque imobiliário da região; b) tem por saldo um processo de reabilitação da referida área da cidade e também um caráter de inclusão, a partir de táticas de agentes, o que mantém a amplitude de atores que praticam o determinado espaço; c) promove a formação simbólica de capital fixo, transferindo e absorvendo valor do entorno e eventos que ali se instalam, identificado a partir de instrumentos da economia da cultura, tais como externalidades e bens de mérito.
Abstract This dissertation proposes to define and understand the non-quantitative scale of economic assessment, from their effects on cultural goods and equipment which contribute to the process of urban centers rehabilitation. It was identified that this process results from the formation of the spaces practiced in cultural consumption in city centers, which promotes the taking procedure of this area. The example of Porto Alegre´s downtown is brought as a case study when gather characteristics that indicate the symbolic and non-quantitative valuation as a protagonist of the resumed process. As explanatory elements of the identified phenomenon, this work notes that some aspects make the rehabilitation case via particular:a) It has as a differential focus on the change of urban equipments usage. b) It has as a balance rehabilitation process of the mentioned area of the city and also as a character of inclusion, from tactics agents, what keeps the range of actors that practice the certain space. c) To promote the symbolic formation of fixed capital, transferring the value to events that are installed there, identified from instruments of cultural economy, as well as externalities and goods of merit.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/17321
Arquivos Descrição Formato
000708942.pdf (2.251Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.