Repositório Digital

A- A A+

O caso da canalização do arroio Dilúvio em Porto Alegre : ambiente projetado x ambiente construído

.

O caso da canalização do arroio Dilúvio em Porto Alegre : ambiente projetado x ambiente construído

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O caso da canalização do arroio Dilúvio em Porto Alegre : ambiente projetado x ambiente construído
Autor Burin, Carolina Wolff
Orientador Aguiar, Douglas Vieira de
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Arquitetura. Programa de Pesquisa e Pós-Graduação em Arquitetura.
Assunto Dilúvio, Arroio (RS)
Ipiranga, Avenida (Porto Alegre, RS)
Política pública
Projeto urbano
[en] Arroio dilúvio
[en] Canalization
[en] Public sector
[en] Riacho
[en] Urbanization projects
Resumo A retificação do Riacho, conhecido como Arroio Dilúvio, foi uma das principais obras implantadas na cidade de Porto Alegre (Brasil). Esta intervenção deu origem à atual Avenida Ipiranga, que rasga a cidade de leste a oeste com cerca de doze quilômetros canalizados. A implantação do novo canal demorou mais de 30 anos para ser finalizada e pode ser considerada uma grande cirurgia urbana. Através de um olhar mais apurado sobre área que abrange os primeiros quatro quilômetros de sua implantação a partir da foz junto ao Lago Guaíba, o objetivo da pesquisa vem ao encontro do entendimento do processo de canalização do Riacho para além da questão sanitarista, que sempre foi a principal força a mover o poder público rumo à realização desta obra. Nesse sentido, a pesquisa remonta um caminho que parte do território original, e traz, em seqüência, um panorama onde são apresentados todos os projetos urbanos para a canalização do Riacho. Após o início das obras, em meados dos anos 40, vem à baila a análise das ações governamentais que incidiram na ocupação dos territórios da Praia de Belas e da antiga Cidade Baixa, escolhidos como estudos de caso. Nessas duas áreas, onde novos projetos urbanos ressurgem após a canalização, parte-se das ações do poder público a fim de analisar convergências e dissonâncias entre ambiente projetado e ambiente construído na cidade atual.
Abstract The Riacho's straightening, also known as Arroio Dilúvio, was one of the main public projects implemented in the city of Porto Alegre (Brazil). This intervention originated Ipiranga Avenue, which crosses the city from East to West with approximately twelve kilometres canalized. The implementation of the new channel took more than 30 years to be finished, and can be considered a great "urban surgery". Through careful observation of the area that covers the first four kilometres of its construction, from the mouth of Lake Guaíba, the objective of this research meets the understanding of the canalization process of the Riacho beyond sanitary matters, which was the main force to move the public sector to complete this project. From this perspective, the research reconstructs a path that starts at the original territory and presents, in sequence, a panorama where all urbanization projects for the Riacho canalization are presented. After the beginning of the project, during the mid 40's, comes to life the analysis of the governmental actions which resulted in the occupation of the Praia de Belas and the old Cidade Baixa areas, which were chosen as case studies. In these two areas, where new urbanization projects resurrected after the canalization, the public sector actions are the starting point to analyze convergent and dissonant aspects between projected and developed areas in the city of today.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/17323
Arquivos Descrição Formato
000709658.pdf (9.675Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.