Repositório Digital

A- A A+

Atividades integradas de ensino e aprendizagem em química numa perspectiva problematizadora

.

Atividades integradas de ensino e aprendizagem em química numa perspectiva problematizadora

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Atividades integradas de ensino e aprendizagem em química numa perspectiva problematizadora
Autor Nunes, Paula
Orientador Del Pino, Jose Claudio
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde.
Assunto Ensino médio
Metodologia do ensino
Química : Ensino
Resumo Uma das justificativas para a inclusão do ensino das ciências da natureza como parte do currículo da educação básica costuma ser a necessidade de proporcionar uma cultura científica mínima que permita aos estudantes compreender não somente o funcionamento do mundo natural, mas também os envolvimentos que o avanço do conhecimento científico e tecnológico tem para a vida social do cidadão comum. No entanto, há uma disparidade entre o que se espera da educação química em específico, como a criticidade, capacidade de análise de dados e proposição de hipóteses para a explicação/resolução dos problemas observados na nossa sociedade, por exemplo, e o que realmente acontece na realidade escolar, na qual há pouca contextualização dos conteúdos estudados, e o que em geral ocorre é a memorização de informações sem grandes questionamentos sobre a finalidade do estudo dos conceitos fundamentais dessa disciplina. Buscando contribuir para alcançar algumas mudanças neste quadro do ensino de Química, esta dissertação apresenta um estudo de caso no qual se propôs uma estruturação curricular para essa disciplina com algumas integrações conceituais com a área de Biologia, utilizando-se uma estratégia metodológica direcionada à resolução de problemas. Com isso buscou-se verificar se uma proposta integradora desses componentes curriculares promovia uma melhor aprendizagem dos conceitos de Química pelos estudantes, bem como, se o uso de diferentes estratégias de ensino e aprendizagem, aplicadas durante o ano letivo, possibilitava uma melhor construção de conceitos pelos estudantes. Os dados utilizados para fazer esta análise foram obtidos durante a aplicação de uma proposta curricular para a disciplina de Química em uma turma de primeiro ano do Ensino Médio, na rede pública estadual. Quatro atividades dessa proposta foram analisadas. A primeira aborda a utilização de recurso audiovisual para trabalhar com conceitos e teorias abstratos (teoria do Big Bang, e, a partir desta, os modelos de formação dos elementos químicos, constituição de estrelas, surgimento do nosso planeta e posteriormente de vida, etc.), e a análise da compreensão dos estudantes sobre esses temas, a partir da produção de material escrito pelos mesmos. Na segunda procurou-se analisar a capacidade dos estudantes de integração conceitual realizada através da avaliação de mapas conceituais produzidos pelos mesmos, realizando-se inferências sobre a capacidade de relacionar conceitos e em que grau essas relações ocorrem. Na terceira atividade, os ciclos da matéria (água, carbono e nitrogênio) foram trabalhados concomitantemente nas disciplinas de Química e Biologia, a fim de que os estudantes pudessem perceber as relações existentes entre fatores bióticos e abióticos, com o olhar de cada uma das áreas que os estuda, posteriormente analisando-se a compreensão dos estudantes sobre os ciclos da matéria antes e após a intervenção da professora. A última aborda a aplicação de uma atividade de resolução de problemas Nessa atividade analisou-se a resolução proposta por três grupos da turma em que algumas comparações são realizadas segundo os critérios para avaliar o domínio de cada uma das fases de solução de problemas propostos por Pozo e Gomez Crespo (1998). Durante a aplicação desta estratégia se observou que alguns estudantes tiveram dificuldade na construção de textos e dos mapas conceituais, bem como, para realizar a atividade de resolução de problemas. Verificou-se que ao longo das atividades os estudantes melhoraram seus textos de uma versão para outra, aumentaram a complexidade das relações propostas entre conceitos bem como a associação entre conceitos de diferentes áreas do conhecimento. Indicando que a recursividade na construção dos entendimentos sobre os conteúdos estudados minimizou essas dificuldades. Pode-se afirmar que uma estratégia metodológica direcionada à resolução de problemas possibilitou aos estudantes, analisar um texto retirando dele informações pertinentes, mobilizar conhecimentos prévios necessários à resolução da situação problema e, com base nisso, estruturarem suas hipóteses. De maneira geral, essa estratégia permitiu uma maior autonomia dos estudantes na construção de sua aprendizagem. Além disso, o trabalho integrado entre diferentes áreas do saber facilitou a compreensão dos temas trabalhados, assim como possibilitou a percepção, por parte dos estudantes, de relações entre áreas de conhecimento que de outra forma dificilmente poderiam ser percebidas.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/17351
Arquivos Descrição Formato
000715449.pdf (7.674Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.