Repositório Digital

A- A A+

Transferrina e pré-albumina séricas como marcadoras da resposta do suporte nutricional em pacientes com câncer de esôfago

.

Transferrina e pré-albumina séricas como marcadoras da resposta do suporte nutricional em pacientes com câncer de esôfago

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Transferrina e pré-albumina séricas como marcadoras da resposta do suporte nutricional em pacientes com câncer de esôfago
Autor Guerra, Léa Teresinha
Orientador Kruel, Cleber Dario Pinto
Co-orientador Rosa, Andre Ricardo Pereira da
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências em Gastroenterologia.
Assunto Apoio nutricional
Neoplasias esofágicas
Nutrição
Prealbumina
Proteínas sanguíneas
Transferrina
[en] Esophageal cancer
[en] Nutritional support
[en] Prealbumin
[en] Serum proteins
[en] Transferrin
Resumo Objetivos: O objetivo do presente estudo foi avaliar a dosagem da transferrina e pré-albumina séricas como marcadoras da resposta ao suporte nutricional em pacientes com câncer de esôfago. Métodos: Estudo clínico não-controlado com 45 pacientes internados com câncer de esôfago submetidos ao suporte nutricional antes de iniciar a terapia oncológica. De acordo com o estado nutricional, os pacientes receberam dieta por sonda nasoentérica, via oral ou combinada (via oral e sonda nasoentérica). O gasto energético basal foi estimado pela equação de Harris-Benedict. Pré-albumina e transferrina séricas foram dosadas antes e após o suporte nutricional. Valores de p < 0,05 foram considerados estatisticamente significativos. Resultados: A média do tempo de suporte nutricional foi de quatorze dias (±4,72). Houve aumento significativo dos níveis séricos de transferrina (p<0,001) e pré-albumina (p=0,002) após suporte nutricional. Aumento dos níveis de transferrina esteve associado com ingestão calórica (p=0,034), ao contrário dos níveis de préalbumina (p=0,864). Não houve relação estatisticamente significativa entre a ingestão de proteína com a variação dos níveis de transferrina (p=0,243) e préalbumina (p=0,913) do pré para o pós-suporte nutricional. Perda de peso na internação se correlacionou significativamente com os níveis de pré-albumina (- 0,545;p<0,001) e transferrina (r=-0,347;p=0,021). Houve associação estatisticamente significativa entre as variações da transferrina e pré-albumina do pré para o póssuporte nutricional (r=0,568; p<0,001). Conclusões: Houve um aumento significativo dos níveis séricos de préalbumina e transferrina após o suporte nutricional. Foi encontrada uma associação estatisticamente significativa entre as variações da transferrina e pré-albumina do pré para o pós-suporte nutricional.
Abstract Objectives: This study evaluated serum transferrin and prealbumin levels as markers of response to nutritional support in patients with esophageal cancer. Methods: Clinical, uncontrolled study with 45 hospitalized patients with esophageal cancer who received preoperative nutritional support. According to their nutritional status, patients received nasoenteric tube feeding, an oral diet, or a combined diet (oral and nasoenteric tube feeding. Resting energy expenditure were calculated using the Harris-Benedict equation. Serum prealbumin and transferrin levels were measured before and after nutritional support. P< 0.05 was considered statistically significant. Results: The mean nutritional support duration was 14 (±4.72) days. There was a significant increase in serum transferrin (P<0.001) and prealbumin (P=0.002) levels after nutritional support. The increase in transferrin levels (P=0.034), but not in prealbumin levels (P=0.861), was associated with calorie intake. There was no statistically significant difference between protein intake and variations in the levels of transferrin (P=0.243) and prealbumin (P=0.913) from pre- to post-nutritional support. Weight loss at admission was significantly associated with levels of prealbumin (r=- 0.545; P<0.001) and transferrin (r=-0.347; P=0.021). There was a statistically significant association between transferrin and prealbumin variations from pre- to post-nutritional support (r=0.568; P<0.001). Conclusions: There was a significant increase in serum transferrin and prealbumin levels after nutritional support. A significant association was found between serum transferrin and prealbumin variations.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/17372
Arquivos Descrição Formato
000715689.pdf (847.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.