Repositório Digital

A- A A+

Constituindo um sujeito-histórico : identidades e narrativas (re)criadas nas três versões da Base Nacional Comum Curricular de História (2015, 2016, 2017)

.

Constituindo um sujeito-histórico : identidades e narrativas (re)criadas nas três versões da Base Nacional Comum Curricular de História (2015, 2016, 2017)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Constituindo um sujeito-histórico : identidades e narrativas (re)criadas nas três versões da Base Nacional Comum Curricular de História (2015, 2016, 2017)
Autor Barzotto, Carlos Eduardo
Orientador Rodrigues, Mara Cristina de Matos
Data 2017
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de História: Licenciatura.
Assunto Base Nacional Comum Curricular (BNCC)
Ensino de história
Narrativa histórica
[en] Curriculum
[en] History Teaching
[en] Identity
[en] Narrative
[en] Temporality
Resumo Esse trabalho teve como objetivo analisar três novos documentos curriculares brasileiros, as Bases Nacionais Comuns Curriculares (BNCCs), dos anos de 2015, 2016 e 2017, que são tentativas de construir um currículo unitário para o Brasil. Baseado nos estudos de currículo culturais e pós-estruturalistas e em pensadores sobre teoria da História, como Reinhart Koselleck, Paul Ricoeur e Hayden White, foram analisadas a construção de narrativas históricas nas três versões desses documentos, assim como as configurações identitárias (re)elaboradas a partir do saber histórico elencado como essencial. Tendo em vista um processo de neoliberalização que marcou a construção dessas Bases, foi argumentado aqui que as identidades das minorias se tornaram cristalizadas e exotizadas. A pluralidade de concepções de temporalidades contemplada, mesmo que de forma incipiente, na primeira versão foi suprimida nas duas últimas versões da BNCC em detrimento das temporalidades europeias, especificamente aquela característica do conceito moderno de história. Esse trabalho, portanto, contribuiu para uma ainda escassa produção sobre as Bases Nacionais Comuns Curriculares, da mesma forma como contribuiu para pensar nos discursos que constituem identidades no espaço escolar por meio de Ensino de História.
Abstract This work had as its goal to analyze three new brazilian curricular documents, the Bases Nacionais Comuns Curriculares (BNCCs), of 2015, 2016 and 2017, that are attempts to construct a unitary curriculum to Brazil. Based on cultural and post-estructuralist studies of curriculum and on History’s theorycal thinkers, as Reinhart Koselleck, Paul Ricoeur and Hayden White, were analyzed the construction of historical narratives in the three versions of this documents, as well as the identity configurations (re)elaborated from the historical knowledge listed as essential. In view of a neoliberalization process that marked the construction of these documents, it was argued that the identities of the minorities became crystallized and were exotized. The plurality of conceptions of temporalities contemplated, even in an incipient way, at the first version was suppressed of the two latest versions of BNCC in detriment of the European temporalities, specifically that ones featured by the modern History concept. This work, therefore, contributed for a still scarce production about the Bases Nacionais Comuns Curriculares, in the same way as it contributed to think about the discourses that constitute identities in the school through History teaching.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/173720
Arquivos Descrição Formato
001061566.pdf (1.089Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.