Repositório Digital

A- A A+

Revitalização de línguas minoritárias em contextos plurilíngues : o Pomerano em contato com o Português

.

Revitalização de línguas minoritárias em contextos plurilíngues : o Pomerano em contato com o Português

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Revitalização de línguas minoritárias em contextos plurilíngues : o Pomerano em contato com o Português
Autor Souza, Luana Cyntia dos Santos
Orientador Altenhofen, Cleo Vilson
Data 2017
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Cultura pomerana
Imigrantes
Língua Pomerana
Política lingüística
Sociolingüística
Variação lingüística : Sociolingüística
[en] Languages of immigration
[en] Linguistic maintenance
[en] Linguistic revitalization
[en] Minority languages
Resumo O presente estudo tem como tema a manutenção e/ou revitalização de línguas minoritárias, tomando por base dois contextos de comunidades de imigração pomerana, Santa Maria de Jetibá (ES) e Canguçu (RS). São objetivos do estudo (1) compreender os fatores que determinam a dinâmica de manutenção e/ou substituição de uma língua minoritária e (2) entender as medidas ou ações de intervenção que buscam manter e/ou revitalizar a língua pomerana com base nos fatores anteriormente identificados. Com isso, busca-se responder às seguintes perguntas de pesquisa: (1) Quais fatores motivam os falantes ao uso e manutenção da língua minoritária de imigração? (2) Como se pode intervir no processo de perda e substituição linguística, a fim de manter e/ou revitalizar uma língua minoritária? (3) Em que medida as políticas linguísticas contribuem para esse processo e incorporam em suas ações medidas educativas de promoção do pomerano como patrimônio cultural imaterial? (4) Como são significadas ou percebidas essas políticas pelos falantes e não falantes de pomerano? Em outras palavras, essas políticas incluem ou excluem membros da comunidade em sua totalidade? (5) A quem deve se dirigir essa política linguística de revitalização da língua minoritária? Para responder a estas perguntas, torna-se imprescindível combinar pressupostos teóricos da área de política linguística com métodos de análise e interpretação da sociolinguística de estudo do plurilinguismo e de contatos linguísticos. A análise comparativa dos dois contextos selecionados segue o princípio da pluridimensionalidade (cf. THUN, 1998), considerando para isso o comportamento linguístico de grupos etários distintos (dimensão diageracional), com nível de escolaridade mais baixo ou mais elevado (dimensão diastrática), falantes e não-falantes de pomerano (dimensão dialingual), em diferentes situações e práticas sociais (dimensão diafásica), além da observação participante, incluindo anotações em diário de campo. Nesse modelo, a variável a ser analisada aqui é o <uso ou não uso da língua minoritária>, sobre a qual recai a interpretação a ser feita neste estudo em relação às perguntas de pesquisa colocadas. Como variantes possíveis de serem registradas nos dois contextos em estudo, podemos considerar os “estados de manutenção da língua” previstos no documento da UNESCO (2013) e no modelo de Edwards (1992), além de observações e acréscimos sugeridos com base nos resultados do presente estudo. Esses resultados apontam que ainda há um alto grau de manutenção da língua pomerana nas localidades em estudo. Entretanto, apesar do estado atual da língua ainda ser bastante presente nos diversos âmbitos da comunidade, como o comércio, os espaços da igreja, dentre outros, a língua pomerana encontra-se em um contínuo crescente de perda linguística e substituição para o monolinguismo em português. A maior problemática recai na transmissão diageracional da língua materna para as gerações mais novas (GI), as entrevistas e a observação in loco comprovam as dificuldades de ensinar a língua pomerana em casa, fator que é agravado por uma escolarização excludente, que não problematiza a conscientização linguística (language awareness) dos indivíduos falantes e não falantes de pomerano. Nesse aspecto, uma política linguística de revitalização, principalmente, para a geração jovem, futuros pais, que reconheça a centralidade da família na manutenção da língua de imigração, se mostra urgente em ambas as localidades analisadas. Para abrigar as diferenças locais, ou seja, a diversidade e a pluralidade aí existente, o caminho que, a partir da pesquisa, se oferece como o mais eficaz e conciliador parece ser o de uma identidade plural e de uma política que defenda uma postura plural, em que os benefícios do plurilinguismo se coloquem à frente da defesa de línguas em particular.
Abstract The subject of the present study aims to discuss the maintenance and/or revitalization of minority languages, based on the examination of two cases of Pomeranian immigration communities in two different contexts, Santa Maria do Jetibá (ES) and Canguçu (RS). The purpose of this study is (1) to comprehend the factors that determine the maintenance and/or substitution of a minority language’s dynamic and (2) to understand the intervention steps or actions that preserve and/or revitalize the Pomeranian language, based on the facts previously mentioned. Therefore, it is pertinent to respond the following research questions: (1) Which factors motivate the speakers to the usage and maintenance of an immigrant minority language? (2) How can one interfere in the process of linguistics loss and substitution, in order to preserve and/or revitalize a minority language? (3) In what level the linguistics policies contribute to this process and incorporate to their actions educational steps that promote the Pomeranian as intangible cultural heritage? (4) How are these policies perceived by speakers and non-Pomeranian speakers? In other words, does these policies include or exclude the community members in their totality? (5) To whom this minority language’s revitalization linguistics policy must be directed? To respond to these questions it is indispensable to combine linguistics policy field’s theoretical assumptions to sociolinguistics interpretation and analysis’ methods of plurilingualism study and linguistic contacts. The comparative analysis of the two selected contexts follow the multidimensionality principle (cf. THUN, 1998), considering, therefore, the linguistic behaviour of different age groups (diagenerational dimension), with lower or higher educational level (diastratical dimension), speakers or non-Pomeranian speakers (dialingual dimension), in distinct situations and social practices (diaphasic dimension), in addition to the participant observation, including field notes. In this model, the variable to be analyzed is the <use or non use of the minority language>, over which lies the interpretation to be made in this study, taking into account the research questions previously presented. As possible variants to be registered in the two given contexts, we could consider consider the "states of language maintenance" foreseen in the UNESCO’s document (2013) and Edwards model (1922), as well as the observations and additions suggested based on the results of the present study. These results indicate that there is still a high degree of maintenance of the Pomeranian language in the study sites. However, although the current state of the language is still very present in the various spheres of the community, such as commerce, church spaces, among others, the Pomeranian language is in a growing continuum of linguistic loss and substitution for monolingualism in Portuguese. The main problems are in the diagenerational transmission of the mother tongue to the younger generations (G1), interviews and on-site observation prove the difficulties of teaching the Pomeranian language at home, a factor that is aggravated by an exclusionary schooling, which does not problematize the linguistic awareness of speaking and non-Pomeranian speakers. In this aspect, a revitalization language policy, mainly for the younger generation, future parents, is urgent in both locations focus the research. Revitalization actions that give importance to the importance of the family for the maintenance of the immigrant language, is from the recognition of its plural identity and a policy that defends a plural position that emphasizes the benefits of plurilingualism.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/173786
Arquivos Descrição Formato
001061983.pdf (4.392Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.