Repositório Digital

A- A A+

Para que cada Pueblo se govierne por si : modernidade política e atores indígenas na região do Rio da Prata (1810-1821)

.

Para que cada Pueblo se govierne por si : modernidade política e atores indígenas na região do Rio da Prata (1810-1821)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Para que cada Pueblo se govierne por si : modernidade política e atores indígenas na região do Rio da Prata (1810-1821)
Autor Praia, Felipe Schulz
Orientador Neumann, Eduardo Santos
Data 2017
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.
Assunto Guarani
História indígena
Prata, Rio da (Argentina e Uruguai)
[en] Indigenous history
[en] Political modernity
Resumo Esta pesquisa procura entender de que maneira as comunidades indígenas, em especial os guaranis, interpretaram os conflitos ocorridos a partir da eclosão de movimentos independentistas no espaço do Rio da Prata, durante os anos de 1810 e 1821 e, da mesma forma, como conceberam os ideais políticos modernos nos quais tais movimentos se baseavam. Além disso, busca se aproximar das formas de atuação desses sujeitos, evidenciando quais eram as possibilidades que se abriam a eles e quais motivações levavam em conta ao definirem suas posições. A partir da análise dos discursos de lideranças guaranis foi possível explicitar um apelo à condição de “índio” e a utilização de noções como “liberdade” e “autogoverno” relacionadas a experiências coletivas dos guaranis. Esses aspectos trazem à tona conflitos que não podem ser lidos através do dualismo “americanos versus europeus” e demonstram que estes respondiam a demandas locais e lógicas específicas da região missioneira. Da mesma forma, ao reconstruir a trajetória pessoal de um cacique guarani e relaciona-la à conjuntura política e econômica que imperava foi possível demonstrar o importante papel das lideranças tradicionais nativas durante a guerra e também evidenciar que sua atuação era condicionada pela busca de melhorias na sua condição, relacionando-se muito mais às suas conveniências que a uma crença nas noções políticas trazidas pelos movimentos emancipatórios.
Abstract This research seeks to understand how the indigenous community, in particular the Guarani, interpreted the conflicts that occurred during the independence movements in Rio da Prata, during the years of 1810 and 1821, and, at the same time, how they conceived the modern political ideals on wich this movement were based. Besides that, the research tries to approach the forms of action of these subjects, showing what were the possibilities that they had and what motivations they considered to define their positions. From the analysis of the speeches of Guarani leaderships it was possible to make explicit an appeal to the condition of "índio” and the use of notions such as “freedom” and “self-government” related to the collective experiences of the Guarani people. These aspects bring to the surface conflicts that can not be read through the "American versus European" dualism and demonstrate that they responded to local demands and specific logics of the region. At the same time, by retrace the personal trajectory of a Guarani cacique and related it to the economic and politic conjuncture of the time, it was posible to demonstrate the important role of traditional native leaderships during the war and, likewise, showing that they were acting seeking improvements in their condictions, being much more aligned to their conveniences than to the belief in the political notions brought by the emancipatory movements.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/173847
Arquivos Descrição Formato
001061858.pdf (1.857Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.