Repositório Digital

A- A A+

Caracterização de frações de petróleo brasileiro por cromatrografia gasosa

.

Caracterização de frações de petróleo brasileiro por cromatrografia gasosa

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Caracterização de frações de petróleo brasileiro por cromatrografia gasosa
Autor Santestevan, Vanessa Aguiar
Orientador Caramão, Elina Bastos
Co-orientador Geller, Ana Maria
Gruber, Liliane Dailei Almeida
Data 2008
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Química. Curso de Química: Bacharelado.
Assunto Hidrocarbonetos
Petróleo : Caracterização : Cromatografia líquida
Resumo O petróleo é uma mistura complexa de hidrocarbonetos e outras substâncias, resultantes de processos físico-químicos sofridos pela matéria orgânica, que se depositou juntamente com fragmentos de rochas durante a formação de estruturas sedimentares, milhões de anos atrás. Hidrocarbonetos parafínicos, naftênicos, aromáticos e olefinas constituem essencialmente o petróleo. Em proporções menores, encontram-se compostos contendo nitrogênio, oxigênio, enxofre e metais pesados. O petróleo é um combustível fóssil, sendo classificado como uma fonte de energia não-renovável cujas reservas estão sendo esgotadas gradativamente. O petróleo é, ao mesmo tempo, uma das mais importantes fontes de energia e de poluição ambiental. Inúmeras são as técnicas utilizadas na caracterização do petróleo. Neste trabalho utilizou-se a Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (HPLC) no preparo das amostras e para a identificação dos compostos foi empregada a Cromatografia Gasosa acoplada à Espectrometria de Massas (GC/MS) e a Cromatografia Gasosa Bidimensional Abrangente (GC×GC). Foram fracionadas e analisadas seis amostras de frações pesadas de petróleo distintas entre si pelo intervalo do ponto de ebulição. Estas amostras foram classificadas em três tipos, decorrentes do perfil cromatográfico e da presença de mistura complexa não resolvida obtidos. A presença de hidrocarbonetos alifáticos e cíclicos foram identificadas através da análise do espectro de massas, sendo característicos os íons com m/z 57 e 55, respectivamente. Outro resultado observado é que a sílica-gel, empregada como fase estacionária pode ser reutilizada para fracionamentos de frações pesadas de petróleo sem efeito de memória.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/17388
Arquivos Descrição Formato
000673542.pdf (1.964Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.