Repositório Digital

A- A A+

Análise estratigráfica e caracterização faciológica de depósitos sedimentares neocretácicos pertencentes à Formação Açu, Bacia Potiguar Emersa - RN

.

Análise estratigráfica e caracterização faciológica de depósitos sedimentares neocretácicos pertencentes à Formação Açu, Bacia Potiguar Emersa - RN

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise estratigráfica e caracterização faciológica de depósitos sedimentares neocretácicos pertencentes à Formação Açu, Bacia Potiguar Emersa - RN
Autor Santos, Sérgio Cirino Nóbrega dos
Orientador Scherer, Claiton Marlon dos Santos
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geociências.
Assunto Depositos sedimentares
Estratigrafia
Formação Açu
Potiguar, Bacia (CE e RN)
Resumo O presente trabalho tem como objeto de estudo depósitos sedimentares neocretácicos da Bacia Potiguar Emersa, NE do Brasil; tratam-se de sedimentos terrígenos da Formação Açu e transição para carbonatos pertencentes à Formação Jandaíra. Testemunhos e perfis de poços exploratórios serviram como base de dados para suporte ao trabalho. A análise faciológica para os testemunhos de poços, de acordo com os códigos e classificações de Miall, 1996 (The Geology of Fluvial Deposits), permitiram a caracterização de ambiente de sedimentação fluvial para estes depósitos; além disto foi também reconhecida a natureza dos processos de avulsão atuantes, segundo critérios de classificação de Jones, 2007. Os perfis de poços permitiram, pelos padrões de empilhamento e correlação, o reconhecimento se superfícies limítrofes para tratos de sistemas e também separação de sequencias deposicionais através do posicionamento dos limites de sequencias. Este procedimento permitiu a realização da análise estratigráfica baseada na Estratigrafia de Sequências que resultou na definição de três sequências estratigráficas presentes ao intervalo estudado. As duas primeiras e mais antigas são ajustáveis ao modelo de sucessões fluviais próximo a linha de costa (Shanley & McCabe, 1994) e apresentam os tradicionais tratos de sistemas de nível baixo, transgressivo e nível alto; típicos destas sequências deposicionais. Refletem o preenchimento bacinal onde o a deposição do influxo sedimentar se deu com influência de variações sinusoidais do nível relativo do mar. A terceira e mais jovem apresenta somente os tratos transgressivos referentes à implantação de uma plataforma carbonática (Formação Jandaíra), fora do contexto fluvial. O arcabouço estratigráfico resultante se encaixa de forma coerente com a carta estratigráfica da Bacia Potiguar (pessoa Neto et al, 2007).
Abstract The present work has the emerse Potiguar Basin, NE Brazil, neocretacic sedimentary deposits as object of study; Açu Formation terrigenous sediments and transition to Jandaíra Formation carbonates are treated. Exploration wells cores and logs were used as database supporting the job. The well core faciologic analisys were made in accordance with Miall's (1996) codes and classifications (The Geology of Fluvial Deposits), this allowed a characterization of a fluvial sedimentation environment to these deposits; besides, the avulsion nature's processes were recognized following Jones (2007) classification criterium. Well logs has afforded, by stacking patterns and correlation, the recognization of significant surfaces limiting systems tracts; and depositional sequences also, through sequence limits positioning. This procedure allowed a stratigraphic analisys based on Sequence Stratigraphy approach that pointed to the presence of three stratigraphic sequences in the studied interval. The first two and older may be well adjusted to the near shoreline fluvial sucessions model (Shanley & McCabe, 1994) and show the traditional low, transgressive and high systems tracts; tipical of these depositional sequenses. They are the bacinal filling response where sedimentary influx deposition is done under relative sea level sinusoidal variation influence. The third and younger sequence shows only the transgressive tract that refers to a carbonatic platform (Jandaíra Formation) outside the fluvial context. The resulting stratigraphic framework shows coherence when adjusted with the Potiguar Basin Stratigraphic Chart (Pessoa Neto et al, 2007).
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/17401
Arquivos Descrição Formato
000716584.pdf (6.772Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.