Repositório Digital

A- A A+

Concepções de educação e de trabalho docente de pós-graduandos : estudo de caso sobre a Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

.

Concepções de educação e de trabalho docente de pós-graduandos : estudo de caso sobre a Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Concepções de educação e de trabalho docente de pós-graduandos : estudo de caso sobre a Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Autor Pedroso, Sonia Regina Silva
Orientador Machado, Carmen Lúcia Bezerra
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Atividades docentes
Formação
Pós-Graduação
Prática pedagógica
Professor
Saúde
Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina.
[es] Educación y salud
[es] Estudios de postgrado
[es] Formación de profesores
[es] Trabajo docente
[es] Universidad
Resumo Este trabalho origina-se da interrogação que nasce no interior da sala de aula da disciplina de Prática Educativa em Medicina (PEM) com o questionamento feito pelos alunos a cada novo semestre: "Formação Pedagógica Para quê? Não Somos Professores. Não Educamos Ninguém!" E ainda, das concepções e das práticas dos alunos durante as aulas. A pesquisa é um estudo de caso de natureza qualitativa e tem o auxilio da quantitativa para o exame das contradições presentes no processo histórico da formação em saúde. Tem como objetivo identificar, conhecer, descrever e interpretar as concepções de Educação e de Trabalho Docente dos Pós- Graduandos da Faculdade de Medicina da UFRGS no período de 2000 a 2007. Dessas inquietações emergem estratégias para obter respostas: observações e registro das aulas presenciais ou virtuais e participações em eventos científicos da área. Essa metodologia auxilia a tecer a origem das concepções de educação e trabalho e a identificar os empecilhos e resistências às mudanças. As influências na formação em saúde nascem das práticas educativas tecnicistas, fragmentárias e desconectadas da realidade social brasileira, como dissociação entre teoria e prática, tais como: falar e participar na/da aula; criar conhecimentos novos (ênfase na transmissão do conhecimento do professor); reconhecer o seu "não saber"; valorizar o conhecimento da educação frente ao da saúde; e, não ver a educação na saúde. A formação na disciplina PEM promove a descoberta de possibilidades de escuta, de autonomia, de diálogo e de construção de conhecimentos.
Resumen Este trabajo conduce a la pregunta que surge dentro del aula de la disciplina de la práctica educativa en Medicina (PEM) con el interrogatorio realizado por los estudiantes de cada nuevo semestre: "Capacitación Pedagógica ¿Por qué? No somos maestros. No Educamos Nadie", y, sin embargo, los conceptos y prácticas de los estudiantes durante la clase. La investigación es un estudio de caso de carácter cualitativo y tiene la ayuda del examen cuantitativo de las contradicciones en el proceso histórico de formación en materia de salud. Tiene como objetivo identificar, conocer, describir e interpretar las ideas de la formación del profesorado y de trabajo de Graduandos de la Escuela de Postgrado de Medicina, UFRGS el período comprendido entre 2000 y 2007. Estas preocupaciones surgen las estrategias de respuestas: las observaciones y registrar la presencia o clases virtuales; intereses en eventos científicos de la zona. Esta metodología contribuye a que el origen de los conceptos de la educación y el trabajo e identificar los obstáculos y la resistencia al cambio. Las influencias sobre la formación en salud nace de las prácticas educativas tecnicistas, fragmentario y desconectado de la realidad social brasileña, como la disociación entre la teoría y la práctica, tales como: hablar y participar en / de la lección, crear nuevo conocimiento (énfasis en la transmisión de los conocimientos del profesor) ; Reconocer su "no saber"; mejorar el conocimiento de la educación para la salud frente y no ver la educación sobre la salud. En la formación en la disciplina PEM descubrir las posibilidades de escucha, de autonomía, el diálogo y la construcción de conocimientos.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/17448
Arquivos Descrição Formato
000717698.pdf (2.556Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.