Repositório Digital

A- A A+

Idosos rurais : fatores que influenciam trajetórias e acesso a serviços de saúde no município de Santana da Boa Vista/RS

.

Idosos rurais : fatores que influenciam trajetórias e acesso a serviços de saúde no município de Santana da Boa Vista/RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Idosos rurais : fatores que influenciam trajetórias e acesso a serviços de saúde no município de Santana da Boa Vista/RS
Autor Alcântara, Luciana Ruschel de
Orientador Lopes, Marta Júlia Marques
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem.
Assunto Acesso aos serviços de saúde
Envelhecimento da população : Meio rural : Santana da Boa Vista (RS)
Saúde da população rural
Saúde do idoso
[en] Aging
[en] Health among rural population
[en] Health service usage
[en] Health social determinants
[en] Life conditions
[es] Condiciones de vida
[es] Determinantes sociales de la salud
[es] Envejecimiento
[es] Salud de la populación rural
[es] Utilización de servicios de salud
Resumo Este estudo trata da utilização e acesso a serviços de saúde por idosos rurais, o qual se insere em um projeto intitulado "Determinantes Sociais e Interfaces com a Mobilidade de Usuários: análise dos fluxos e utilização de serviços de saúde". Busca-se conhecer os problemas de saúde que afetam os idosos rurais de Santana da Boa Vista/RS, levando em conta a situação econômica e social, as dinâmicas familiares e as estratégias que integram práticas de controle e prevenção em saúde e doença. Trata-se de um estudo híbrido, com desenho epidemiológico descritivo e uma abordagem qualitativa com 30 idosos entrevistados. Utilizou-se a estatística descritiva por meio de freqüência simples para os dados quantificáveis e a análise de conteúdo do tipo temático, na etapa qualitativa. Entre os resultados encontrou-se predominância masculina, com idade média de 67,8 anos, brancos, católicos e com baixa escolaridade. Com relação ao estado civil a maioria é casada, predominando mulheres na viuvez. A caracterização socioeconômica mostrou que a maioria dos idosos morava com familiares em residência própria, e apresentaram melhoria das condições de vida após o benefício da aposentadoria. Em relação à saúde, a maioria dos idosos entrevistados referiu como boa, sendo que as mulheres apresentaram mais queixas, se comparadas aos homens. Quanto aos serviços de saúde, mais da metade declarou utilizar habitualmente a Rede Municipal, em conseqüência dos problemas crônicos, acessando a Rede básica. Os principais motivos para não recorrerem aos serviços de saúde, mesmo em caso de necessidade, estão relacionados aos recursos financeiros insuficientes, demora no atendimento, ausência de transporte, uso de automedicação e ausência de profissionais médicos. Esses resultados expressam as desigualdades sociais como reflexos na saúde, as dificuldade de acesso funcional e geográfico, já que a maioria dos serviços de saúde encontra-se fora da área rural, havendo, ainda, a insuficiência de transporte em quantidade e freqüência aos locais de atendimento. A análise das trajetórias terapêuticas apontou para a diversidade de situações e estratégias de saúde desenvolvidas pelos usuários e pelo Município.
Resumen Este estudio trata de la utilización y acceso a servicios de salud por ancianos rurales, se insiere en un proyecto intitulado "Determinantes Sociales e Interfaces con la Movilidad de Usuarios: análisis de los flujos y utilización de servicios de salud". Busca conocer los problemas de salud que afectan los ancianos rurales de Santana da Boa Vista/RS, llevando en cuenta la situación económica y social, las dinámicas familiares y las estrategias que integran prácticas de control y prevención en salud y enfermedad. Se trata de un estudio híbrido con dibujo epidemiológico descriptivo y un abordaje cualitativo en 30 ancianos entrevistados. Se utilizó la estadística descriptiva a través de frecuencia simple para los datos cuantificables y el análisis de contenido del tipo temático, en la etapa cualitativa. Entre los resultados se encontró predominancia masculina, con edad mediana de 67,8 años, blancos, católicos y con baja escolaridad. Con relación al estado civil la mayoría es casada, predominando mujeres en la viudez. La caracterización socioeconómica mostró que la mayoría de los ancianos vive con familiares en residencia propia, y presentaron mejoras de las condiciones de vida después del beneficio de la jubilación. En relación a la salud, la mayoría de los ancianos refirió como buena, siendo que las mujeres presentan más quejas si comparadas a los hombres. Cuanto a los servicios de salud, más de la mitad declaró utilizar habitualmente la red municipal, en consecuencia de los problemas crónicos, accediendo a la red básica. Los principales motivos para que no recurran a los servicios de salud, mismo en caso de necesidad, están relacionados a los recursos financieros insuficientes; tardar en ser atendido; ausencia de transporte; uso de automedicación y ausencia de profesionales médicos. Esos resultados expresan las desigualdades sociales como reflejos en la salud, las dificultades de acceso funcional y geográfico, ya que la mayoría de los servicios de salud se encuentran fuera el área rural, donde hay, todavía, la insuficiencia de transporte en cantidad y frecuencia a los locales de atendimiento. El análisis de las trayectorias terapéuticas señaló a la diversidad de situaciones y estrategias de salud desarrolladas por los usuarios y por el municipio.
Abstract This study addresses the use of and access to health services by rural elderly subjects. It is linked to the project "Social Determinants and Interfaces with Users' Mobility: Analysis of Flows and Health Service Usage". Having the rural area and local development processes as background, it is intended to learn of life contexts and health problems which affect the elderly. An account is made of economical and social situation, family dynamics and strategies integrating practices for health and illnesses' control and prevention. The study is aimed at characterizing and understanding social determinants in flows of health service usage by rural residents 60 years old or more. Their therapeutic trajectories and mobility is considered. This is a hybrid study with an epidemiological descriptive design and a qualitative approach. Data were obtained from a structured interview with 30 elderly subjects in rural households. Descriptive statistics was used by means of simple frequency for quantitative data and thematic content analysis in the qualitative phase. Results indicated male predominance. Average age was 67.8. They were mostly white, catholic and bore low educational status. As for marital status, most were married; widows were predominant. Socioeconomical features indicated most elderly lived with family at their own home. They experienced better life conditions after received retirement funds. As far as health was concerned, most regarded themselves as healthy. Elderly women presented more complaints compared to men. When it came to health services use, more than half declared they often turned to the public local network due to chronic health problems. Main reasons not to turn to health services, even when needed, involved lack of financial resources; long waiting; transportation constraints; automedication practices; and lack of physicians. Such results revealed social inequalities such as reflexes in health, difficulties associated with functional and geographical access because most health services were available out of rural areas. There was not enough and frequent transportation to other health centers either. These findings highlight the diversity of situations and health strategies developed by users and the municipality.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/17456
Arquivos Descrição Formato
000718249.pdf (3.067Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.