Repositório Digital

A- A A+

Apresentação de pacientes : a clínica entre o espetáculo das imagens e o trânsito das palavras

.

Apresentação de pacientes : a clínica entre o espetáculo das imagens e o trânsito das palavras

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Apresentação de pacientes : a clínica entre o espetáculo das imagens e o trânsito das palavras
Autor Martins, Cristiane Juguero
Orientador Poli, Maria Cristina Candal
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional.
Assunto Imagem mental
Processos psicoterapêuticos
Psicose
Representacao : Psicanalise
Sujeito : Psicanálise
[en] Patient presentation
[en] Psychoanalysis
[en] Subject of the unconscious
Resumo A partir do tema da apresentação de pacientes, este trabalho dedica-se a pensar as relações existentes entre subjetividade, sofrimento psíquico e o saber que se constrói sobre os mesmos. Resgatar a história de tal dispositivo clínico permitiu a construção de uma interlocução interessante com as bases epistêmicas das duas principais áreas de conhecimento sobre as psicopatologias: psiquiatria e psicanálise. A necessidade de refletir sobre a questão polêmica da exposição de um paciente a um público, ou seja, da colocação do mesmo enquanto objeto na apresentação, permitiu o recorte de um ângulo fundamental, para que se possa refletir sobre as aproximações e distanciamentos existentes entre essas duas áreas do saber, bem como as consequências que delas derivam. A discussão sobre o lugar e a função da imagem na relação do homem com a linguagem mostrou estar no cerne desta questão. Nesse contexto, busca-se evidenciar a diferença produzida por Freud ao derivar do Cogito ergo sum para o Wo es war soll ich werden, movimento que resgata da exclusão o sujeito do inconsciente, a partir do estabelecimento de uma outra relação com as imagens. É nessa direção que Lacan faz das apresentações psicanalíticas de pacientes um lugar de reedição do movimento freudiano e onde o estabelecimento da direção da cura do paciente e a transmissão do que há de mais precioso à psicanálise se fazem possíveis.
Abstract Since the subject of mental patient presentation, this study intend to ponder about the relationship between subjectivity, psychical suffering and the knowledge built over them. To rescue the history of such clinical device allowed the conception of an important interlocution to the epistemic basement of the two most important areas of knowledge about psychopathologies: psychiatry and psychoanalysis. The necessity of been reflecting about the polemic question that is the patient exposition to an audience, it means, to place it as an object at a show, have allowed the construction of a specific point of view which is fundamental to make possible to reflect about the approach and the severances between these two areas of the knowledge, as so the consequence originating of them. The discussion about the image place and function as regard the relationship between the human been and the language have shown to be in the inn of this question. In this context, the intention is to emphasize the difference that Freud make possible when he derived from Cogito ergo sum to Wo es war soll ich warden. Such movement is what makes possible the ransom of the subject of the unconscious. That is in such direction that Lacan accomplish his patient presentations and makes of this activity the place to reprint Freudian work. In that sense the psychoanalytical patient presentation turns possible the cure direction setting and psychoanalysis transmission.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/17503
Arquivos Descrição Formato
000718164.pdf (2.757Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.