Repositório Digital

A- A A+

Práticas de leitura em religião : a articulação entre o consumo da palavra e a produção de sujeitos leitores assembleianos

.

Práticas de leitura em religião : a articulação entre o consumo da palavra e a produção de sujeitos leitores assembleianos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Práticas de leitura em religião : a articulação entre o consumo da palavra e a produção de sujeitos leitores assembleianos
Autor Azevedo, Daniela Medeiros de
Orientador Trindade, Iole Maria Faviero
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Alfabetização
Assembléia de Deus. Escola Bíblica Dominical.
Formação
Leitor
Leitura
Resumo Esta dissertação de Mestrado analisa as práticas de leitura em religião nos grupos de estudos bíblicos da Igreja Evangélica Assembléia de Deus, na Vila Iguaçu, no município de Novo Hamburgo, entre os anos de 2005 e 2007, trazendo alguns “atravessamentos” do mesmo estudo realizado entre os anos de 2002 e 2003, na Ilha da Pintada, no Delta do Jacuí. Problematiza a produção de sujeitos leitores assembleianos nesses espaços, entendendo que há neles a inserção numa cultura enfaticamente bíblica, que acaba por criar espaços de alfabetismos, conforme debatem os estudos a esse respeito propostos pelos Estudos Culturais em Educação e sua aproximação às análises da História e da Etnografia, as quais possibilitam perceber a existência de múltiplos alfabetismos, presentes em tempos e espaços sociais e anteriores à escolarização da alfabetização. Ao analisar os usos sociais da leitura, apropria-se da etnografia sob sua perspectiva pós-moderna, entendendo-a como um discurso, que, em suas relações de poder/saber, produz formas de compreender o “outro”, o mundo e a si. Assim, através da linguagem, constrói formas de inscrever a comunidade assembleiana no texto etnográfico, discutindo-a em sua relação à concepção mais ampla: o “crente”. Trata-se de uma construção histórica e culturalmente contingente sobre as práticas discursivas que produzem não somente o assembleiano, mas a própria experiência de si, envolvendo uma multiplicidade de estratégias e situações relacionais que visam à orientação das condutas, através da subjetivação de valores éticos e morais da crença, mediados pelos espaços de estudos do Evangelho, que acabam por construir espaços de alfabetismos. Busca compreensões sobre os leitores e as práticas de leitura inscritas no diário de campo, nas 18 entrevistas, nas fotografias, nos diversos artefatos culturais circulantes, como cartazes, panfletos, livros, hinários, revistas, sobretudo aquelas especialmente produzidas para a orientação nacional do espaço de estudo bíblico “Escola Bíblica Dominical”, em que foi realizada a observação-participante no ano de 2007. Discute a produção do leitor “nas” páginas das quatro revistas “Lições Bíblicas” produzidas e publicadas no mesmo ano pela Casa Publicadora da Assembléia de Deus (CPAD) e seus usos “das” revistas, compreendendo como um produto de intenções, expectativas e investimentos em relação ao autor, ao editor e ao próprio leitor, que faz diferentes usos, muitas vezes, subvertendo aqueles esperados na produção do texto. Há, assim, uma tensão insolúvel entre a vontade disciplinante e a liberdade do leitor, produzindo distintas experiências de leitura, tanto em função da materialidade do texto como pelo seu conteúdo discursivo. Nesse sentido, investiga as formas como os enunciados são produzidos, controlados, organizados e subordinados a uma ordem, não dos livros, mas também do discurso.
Abstract This Master’s degree dissertation analyses the religion reading practices in biblical studies groups of Evangelical Church Assembly of God, in Vila Iguaçu, in Novo Hamburgo city, among the years of 2005 and 2007, bringing up some “crossings” from the same study accomplished between the years 2002 and 2003, in the Ilha da Pintada, in Delta do Jacuí. It problemizes the production of readers subjects of the Assembly in these spaces, which let us to understand their introduction in a culture mainly biblical, that criates literacy teaching spaces, according to the discussions proposed by the Cultural Studies in Education and their approximation to the analysis of the History and the Etnography, which allow to realize the existence of multiples literacy teachings, present in diferent times and social spaces and anterior to the scholarization of literacy. Analysing the reading social uses, we assume the ethnography on its post-modern perspective, in a way to understand it as a discourse, which, in its relations of power/knowledge, produces diferent ways to comprehend the “other”, the world and the self. In this manner, through the language, it constructs ways of inserting the comunity of the Assembly in the ethnographical text, discussing about its relation in a most wide conception: the “believer”. It is about a historical construction and culturally contingent about the discoursives practices that produce not only the member of the Assembly but the self experience, involving a multiplicity of strategies and relational situations that aim at the conduct orientations, through the subjetivation of ethic and moral values from the belief, mediated by spaces of Evangel studies, which construct spaces of literacy teachings. It looks for the comprehensions about the readers and the reading practices inscribed in the diary of field, in 18 interviews, in photograpies, in many cyclical cultural artfacts, such as posters, flyers, books, hymn books, magazines, above all those especially produced to the nacional orientation of the biblical study space “Sunday School”, in which the observationparticipating in the year of 2007 was accomplished. It discusses the production of the reader in the pages from four magazines “Bible Lessons”, made and published in the same year by the Publisher House of Assemblies of God (Casa Publicadora da Assembléia de Deus – CPAD), and the magazines uses, comprehending as a product of intentions, expectations and investements related to the author, the editor and the reader, that makes different uses, many times, subverting those expected in the text production. There is, in such case, a insoluble tension between the disciplining will and the reader liberty, resulting in diferents experiences of reading, as much the funcion of the matter of the text as its discoursive content. In this manner, it investigates the ways in which the enunciations are produced, controlled, organized and subordinated to an order, not only the books but also the discourse.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/17648
Arquivos Descrição Formato
000669981.pdf (2.446Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.