Repositório Digital

A- A A+

Ainda faz sentido escrever cartas? : uma experiência com ensino de gêneros na educação de jovens e adultos

.

Ainda faz sentido escrever cartas? : uma experiência com ensino de gêneros na educação de jovens e adultos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ainda faz sentido escrever cartas? : uma experiência com ensino de gêneros na educação de jovens e adultos
Autor Loukili, Karin Luciane Cardoso
Orientador Simões, Luciene Juliano
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Aquisição da linguagem
Cartas
Correspondência
Educação de jovens e adultos
Educação infantil
Ensino e aprendizagem
Gêneros textuais
Língua inglesa
Livro didático
Produção textual
[en] Adult education
[en] Textual genres
[en] Textual production
Resumo Este trabalho traz os resultados de uma pesquisa-ação, de cunho qualitativo, desenvolvida com alunos da Educação de Jovens e Adultos-EJA, em uma escola pública da periferia de São Leopoldo/RS, região metropolitana de Porto Alegre. O ensino/aprendizagem do gênero carta foi desenvolvido através de uma seqüência didática, segundo modelo de Schneuwly & Dolz (2004), partindo da produção de textos de instância privada para a pública. Com referencial teórico baseado na concepção baktiniana de gênero e nas contribuições de outros pesquisadores voltados para essa temática, a pesquisa foi realizada observando-se os aspectos interacionais mobilizados pelos alunos para atingirem seus objetivos comunicativos. A apresentação do gênero através da seqüência didática teve como propósito instrumentalizar os alunos para produzi-lo na escola, e também fora dela, bem como de levá-los a desenvolverem capacidades que ultrapassassem o gênero em questão e que fossem transferíveis para outros. As tarefas propostas incluíam a leitura e escrita de "cartas pessoais", "cartas de leitor" e "cartas reclamatórias". Algumas tarefas de produção escrita do gênero foram elaboradas para um objetivo real de interação e não apenas como escrita em âmbito escolar. Os resultados apresentados mostram que um trabalho de escrita que estabelece relações com o cotidiano dos alunos pode ser ampliado a partir de um gênero conhecido, conseguindo-se o aprimoramento das capacidades discursivas, além de despertar maior interesse nas classes de jovens e adultos.
Abstract This paper presents the results of a qualitative research, developed with students of an Adult class, in a public school at São Leopoldo/RS. The learning/teaching process of the genre letter was developed through a didactic sequence, according to Schneuwly & Dolz (2004), starting from private to public instances. As theoretical concepts, this research is based on sociointeracionism, especially with Bakhtin's genre of discourse theory as well as on contributions of other researchers, and was carried on observing the interactions aspects mobilized to get students' communicative purposes. The genre proposed through a didactic sequence aimed to qualify the students to use the genre at school and outside as well as to develop capacities that could be used to produce other genres. The proposed tasks included reading and writing personal letters, readers' letters and complaint' letters. Some tasks were planned for real communicative purposes and not only as a school task. The results reveals that a writing task that has some relation with the students daily life can be amplified from a known genre to improve discursive capacities and also to increase the interests of adult and young students of adult classes.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/17677
Arquivos Descrição Formato
000721428.pdf (4.694Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.