Repositório Digital

A- A A+

Do topo aos horizontes possíveis : ação artística e aprendizagem inventiva no ensino de teatro

.

Do topo aos horizontes possíveis : ação artística e aprendizagem inventiva no ensino de teatro

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Do topo aos horizontes possíveis : ação artística e aprendizagem inventiva no ensino de teatro
Autor Gonçalves, Mateus
Orientador Nunes, Silvia Balestreri
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Artes. Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas.
Assunto Ação artística
Arte : Educacao : Criatividade
Fluxo da consciencia
Teatro : Ensino
[en] Artistic action
[en] Inventive learning
[en] Theatre teaching
Resumo Esta dissertação é uma viagem até o projeto social Vila Restinga Olímpica, na zona sul da capital gaúcha, onde por três anos e meio trabalhei como coordenador da área de Arte e desenvolvi atividades que foram transformadoras de minha relação com o ensino de teatro. Parto de experiências anteriores como professor de teatro no grupo Teatro Geração Bugiganga (TGB) e em escolas do município de Esteio na região metropolitana de Porto Alegre, em que aspectos do Teatro do Oprimido (TO) de Augusto Boal e da Pedagogia do Oprimido (PO) de Paulo Freire estiveram presentes. Busco relacionar o pensamento destes autores com os conceitos de ação artística e aprendizagem inventiva, trazidos por Teixeira Coelho e Virgínia Kastrup, respectivamente, e entender como os participantes deste projeto social realizaram suas aprendizagens teatrais. Ao ativar minhas memórias como professor de teatro, aliadas a entrevistas com participantes das oficinas de teatro do projeto social e a arquivos recolhidos junto ao mesmo projeto, mostro como as ações artísticas são importantes no ensino de teatro e como a perspectiva de aprendizagem inventiva faz toda diferença quando se trabalha com arte na educação. Esta é a jornada que vai do TOPO aos horizontes que se tornaram possíveis com este estudo.
Abstract This work is a trip to Vila Restinga Olímpica Social Project, in the south area of Porto Alegre, where I've worked for three years as an Arts coordinator and developed activities that have permanently altered my relationship with theatre arts education. From the previous experiences as a theatre teacher in Teatro Geração Bugiganga group (TGB) and at public schools in the city of Esteio, in the metropolitan area of Porto Alegre, aspects of methodological proposals of Theater of the Oppressed (TO) by Augusto Boal and Pedagogy of the Oppressed (P) by Paulo Freire were present. I aim to link the thought of these authors to the artistic action concepts and inventive learning publicized by Teixeira Coelho and Virgínia Kastrup, respectively, and understand how the participants of this social project carried their theater learning out. The activation of my memories as a theatre teacher, combined with interviews with the participants of the project theatre workshops and with reports that were collected during the project, I show how important the artistic actions in the theatre teaching are and how the perspective of an inventive learning is relevant when we work with arts in education. This is a journey that goes from the TOP to the horizon which became possible through this study.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/17684
Arquivos Descrição Formato
000722527.pdf (718.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.