Repositório Digital

A- A A+

Alterações post mortem (pseudopaleopatologias) em fósseis de mamíferos pleistocênos do estado do Rio Grande do Sul, Brasil

.

Alterações post mortem (pseudopaleopatologias) em fósseis de mamíferos pleistocênos do estado do Rio Grande do Sul, Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Alterações post mortem (pseudopaleopatologias) em fósseis de mamíferos pleistocênos do estado do Rio Grande do Sul, Brasil
Autor Lopes, Renato Pereira
Orientador Ferigolo, Jorge
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geociências.
Assunto Paleovertebrados
Rio Grande do Sul
Tafonomia
[en] Megafauna
[en] Pleistocene
[en] Pseudopaleopathology
[en] Quaternary
[en] Taphonomy
Resumo Foram analisados fósseis de mamíferos terrestres provenientes de depósitos pleistocênicos do Estado do Rio Grande do Sul, da Região da Campanha ( maioria do Arroio Touro Passo, Município de Uruguaiana), Arroio Chuí e plataforma continental. A análise teve por objetivo reconhecer e descrever alterações post mortem (pseudopaleopatologias) presentes nos fósseis e relacioná-las a condições de preservação e ambientes deposicionais distintos. Foram observadas variações na preservação entre os fósseis encontrados nos três depósitos, relacionadas ao contexto geológico, condições paleo-climáticas e processos pós-deposicionais. A ausência de fósseis de organismos de pequeno porte (como roedores) no Chuí e Touro Passo parece resultar de procesos tafonômicos, embora a falta de amostragem mais detalhada possa influenciar nesse padrão. Os fósseis do Arroio Touro Passo apresentam elevado grau de intemperismo, relacionado a condições deposicionais e paleo-climáticas distintas das observadas entre os fósseis do Arroio Chuí e plataforma. Os fósseis do Arroio Chuí são predominantemente fragmentos, que indicam elevado grau de retrabalhamento pós-deposicional, enquanto os do Touro Passo sofreram menor grau de retrabalhamento. Os fósseis provenientes da plataforma continental apresentam alterações resultantes do retrabalhamento em ambiente marinho, porém exibem características semelhantes às dos fósseis do Arroio Chuí, indicando que foram originalmente preservados em sistemas fluviais.
Abstract Fossils of terrestrial mammals from pleistocenic deposits in the Rio Grande do Sul State, in the Campanha Region, Arroio Chuí and continental platform have been analyzed. The analysis aimed at recognizing and describing post mortem alterations (pseudopaleopathologies) on the fossils and relate it to distinct preservation conditions and depositional environments. Preservational variations among fossils from the threee deposits , related to the geological context, paleoclimatic conditions and postdepositional processes were recorded. The absence of small-bodied taxa (such as rodents) at the Chuí and Touro Passo creeks may be a result of taphonomic processes, althought this pattern may be related to the lacking of detailed sampling. The fossils from the Touro Passo exhibit high degree of weathering, related to depositional and paleoclimaic conditions different from those under which the fossils from the Chuí and platform were preserved. Fossils from the Chuí Creek are mostly fragments, indicating a high degree of postdepositional reworking, while those from the Touro Passo were subject to less reworking. Fossils from the continental platform exhibit alterations that resulted from reworking in marine environment; however, there are features similar to those found in the fossils from Chuí, thus indicating that the former were originally preserved in fluvial systems.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/17890
Arquivos Descrição Formato
000725616.pdf (9.525Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.