Repositório Digital

A- A A+

O preconceito e a inclusão escolar : a influência do lugar (construindo escadas, superando muros)

.

O preconceito e a inclusão escolar : a influência do lugar (construindo escadas, superando muros)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O preconceito e a inclusão escolar : a influência do lugar (construindo escadas, superando muros)
Autor Farina, Bárbara Cristina
Orientador Baptista, Cláudio Roberto
Data 2009
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Especialização em Educação Especial e Processos Inclusivos.
Assunto Educação especial
Inclusão escolar
Preconceito
Resumo A monografia desenvolvida teve como objetivo avaliar a influência do Lugar na produção do Preconceito em relação aos alunos com Necessidades Educacionais Especiais em espaços escolares de Inclusão. Para tanto, este estudo foi alicerçado em uma pesquisa bibliográfica concentrada nos campos do saber da educação especial, da sociologia e da geografia, elencando como conceitos chave a Inclusão, o Lugar, o Preconceito e as Necessidades Educacionais Especiais. Pelo considerável leque de significações possíveis para os conceitos chave, cada um foi definido e aprofundado em um capítulo correspondente. Ao final, todos foram aproximados em um último capítulo, numa tentativa mais concreta de responder a questão que este trabalho levanta. Assim, o Lugar (como espaço de vivência do sujeito) foi identificado como possuidor de uma considerável influência na formação do Preconceito, podendo auxiliar tanto na sua manutenção quanto na sua transformação. Tornou-se, possível, assim, perceber o Lugar como um espaço flexível, passível de modificação pela ação de seus elementos verticais (globais) ou horizontais (particularizados). Ainda, foi possível perceber, na análise, que a Inclusão figura como um novo elemento horizontal do Lugar 'sala de aula'; elemento este que passa a questionar o perfil idealizado de indivíduo que (eleito pelo poder hegemônico) demarca a normalidade e o desvio. A Inclusão funciona, então, como um possível caminho para a amenização do Preconceito, desde que acompanhada de práticas em que a possibilidade da Experiência e da reflexão sejam efetivadas, auxiliando na formação do conhecimento. Se o Preconceito representa o muro que limita as relações humanas (sendo o resultado da falta de conhecimento e da antiexperiência), se ele se expressa no e pelo Lugar, é preciso construir a escada capaz de ligar os espaços dos ditos normais e dos desviantes. Uma sala de aula com práticas de fato Inclusivas parece o Lugar ideal para isso, pois contem, em si própria, a essência da Diversidade Significativa, da vivência, da Experiência, da formação do conhecimento e da possibilidade de sobrevivência segundo critérios mínimos de respeito e de igualdade.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/17901
Arquivos Descrição Formato
000725949.pdf (343.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.