Repositório Digital

A- A A+

Evolução da mortalidade hospitalar por câncer de cólon e reto no Rio Grande do Sul, 2002-2004

.

Evolução da mortalidade hospitalar por câncer de cólon e reto no Rio Grande do Sul, 2002-2004

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Evolução da mortalidade hospitalar por câncer de cólon e reto no Rio Grande do Sul, 2002-2004
Autor Viera, Daniela Marzona
Orientador Rosa, Roger dos Santos
Data 2009
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Especialização em Saúde Pública.
Assunto Epidemiologia
Hospitalização
Mortalidade
Neoplasias do colo
Neoplasias retais
Resumo A análise estatística do câncer de cólon e reto no Rio Grande do Sul entre os anos de 2002 e 2004 tem importância por estar inserida no atual contexto da saúde brasi-leira e sua repercussão individual, familiar e coletiva que a doença produz. A partir dos dados do SIH/SUS, foram relacionadas 13.347 hospitalizações no triênio, identi-ficando sexo, idade, causa do óbito, diagnóstico principal e município de residência. Os homens apresentaram maior volume de internações (7.203), sendo destas, 2.249 entre os 20 a 40 anos. O tipo mais encontrado foi a neoplasia maligna do cólon (82,7%). Foram a óbito 694 pacientes, sendo 540 (77,8%) por neoplasia maligna do cólon. A maior letalidade foi em mulheres (5,6%). O maior número de casos foi em jovens, entretanto, o maior índice de óbitos foi em idosos. Em hospitalizações em UTI, notou-se uma alta prevalência em idosos, com maior número de óbitos em pa-cientes entre menores de19 anos. A média de permanência foi de 7,5 dias de inter-nação, com os idosos apresentando uma maior permanência em ambos os sexos. O gasto total foi de R$ 12 milhões, sendo R$ 953,75 por usuário, com um custo de R$ 128,88 por dia. O gasto maior foi com idosos em ambos os sexos. A melhora da es-trutura da atenção básica de saúde através da regionalização do atendimento e am-pliação das atividades preventivas poderia diminuir a incidência do câncer de cólon e reto reduzindo assim o número de internações, minimizando complicações e diminu-indo o alto custo do tratamento.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/17938
Arquivos Descrição Formato
000725368.pdf (432.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.