Repositório Digital

A- A A+

A estrutura organizacional da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Porto Alegre e o reflexo da sua informalidade no cotidiano dos servidores

.

A estrutura organizacional da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Porto Alegre e o reflexo da sua informalidade no cotidiano dos servidores

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A estrutura organizacional da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Porto Alegre e o reflexo da sua informalidade no cotidiano dos servidores
Autor Silva, Gerson Mena Barreto
Orientador Santos, Aristeu Jorge dos
Data 2008
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Administração.
Assunto Administração pública
Estrutura organizacional
Porto Alegre. Prefeitura Municipal. Secretaria Municipal do Meio Ambiente.
Resumo Na configuração estrutural da Secretaria Municipal do Meio Ambiente podemos encontrar diversas disfunções organizacionais que são originadas na informalidade de quase metade dos setores existentes. Essa informalidade atinge indistintamente todas as outras características organizacionais da Secretaria: comunicação interna e externa, rotinas administrativas, controle de desempenho, entre outras, e, por conseqüência, afeta a execução das atividades de todos os seus setores. A complexidade dessas disfunções é diretamente proporcional à especialização de seus setores: quanto mais especializados, mais informais e, para suprir as lacunas abertas pela informalidade, atinge-se em maior ou menor grau os setores mais operacionais, seja pela administração do pessoal, ou seja, pela distribuição dos recursos e remunerações. A relevância da questão é conhecida e explicitada pelos servidores, e são eles quem poderão dar as respostas para que estas disfunções sejam resolvidas, primeiro pela experiência acumulada no exercício de suas funções e, segundo, por conhecerem o histórico do Órgão. Infelizmente, nem sempre esta característica é levada em consideração pelos dirigentes, que preferem colocar em prática planos baseados em uma visão momentânea da questão ambiental tratada na Secretaria. A conseqüência desta ação se pode comprovar pelo fato de que até o momento nenhuma administração, e não foram poucas, logrou combater o problema da informalidade dos setores e suas conseqüências tão prejudiciais ao desempenho das atividades dos servidores. Talvez o trabalho que ora se apresenta sirva de estopim para mais uma carga feita no sentido de resolvê-lo e fazer da Secretaria um órgão público capaz de satisfazer plenamente as necessidades dos seus servidores e a demanda da população. Logicamente não tem o intuito de ser um fim em si mesmo, mas o começo de um novo caminho, a ser perseguido incansavelmente por todos que querem ter seu trabalho reconhecido como servidores públicos eficientes no desempenho de suas funções, afinal o resultado mais expressivo do fim da informalidade e da reestruturação da SMAM é exatamente esse, como se pode comprovar nas conclusões.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/18035
Arquivos Descrição Formato
000685276.pdf (552.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.