Repositório Digital

A- A A+

População indígena de Boa Vista/RR : uma análise sócio-econômica

.

População indígena de Boa Vista/RR : uma análise sócio-econômica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título População indígena de Boa Vista/RR : uma análise sócio-econômica
Autor Souza, Ana Hilda Carvalho de
Orientador Florissi, Stefano
Co-orientador Cirino, Carlos Alberto Marinho
Data 2009
Nível Mestrado profissional
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Economia.
Assunto Boa Vista (RR)
Desenvolvimento social
Índios
Políticas públicas
[en] Income
[en] Indigenous
[en] Poverty
[en] Public policy
Resumo O desenvolvimento econômico mostra-se um instrumento fundamental numa das questões cruciais a toda a população e aos formuladores de políticas públicas: a melhoria das condições de vida do homem e a redução da pobreza. A ciência econômica ensina que a melhor forma para se atingir tal condição é através de políticas e programações econômicas. A urbanização de populações indígenas constitui um fenômeno crescente e esse processo vem se dando com sérios problemas econômicos e sociais. Neste contexto manifesta-se a necessidade de implementar políticas diferenciadas que os atenda de acordo com suas especificidades, haja vista que este contexto cultural os coloca em situação de vulnerabilidade frente a pressões econômicas e políticas. Para tratar desse enfoque, o presente trabalho investiga a situação sócio-econômica dos indígenas que moram em Boa Vista, procurando relacionar e fundamentar esta realidade a partir do ponto de vista da ciência econômica com o aporte de outras ciências sociais. Destarte, foi realizado uma pesquisa tipo descritiva, junto a uma amostra de 384 pessoas residentes em Boa Vista que se auto-identificam como indígena, investigando aspectos relacionados a marginalização, estado de pobreza e acesso ao mercado de trabalho. A abordagem interdisciplinar identifica que a relação entre indígenas e não-indígenas em Boa Vista, está mediado por valores peculiares da situação de contato interétnico, levando a uma reelaboração sincrética de seus saberes e criando uma hibridação cultural. Diante desta realidade, foi possível constatar que tornam-se vítimas provenientes das falhas existentes no mercado, devido a falta de conhecimento e informação sobre sua dinâmica, vivendo em situação de extrema pobreza, geralmente situados em áreas periféricas da cidade. Adicionalmente discutem-se as políticas públicas que podem promover o equacionamento dessa situação.
Abstract Economic development was a key instrument in one of the crucial issues to the whole population and formulators of public policy: the improvement of living conditions of people and reducing poverty. The economic science teaches that the best way to achieve this condition is through political and economic settings. The urbanization of indigenous peoples is a growing phenomenon and this process has been giving with serious economic and social problems. In this context expresses the need to implement policies that meet differentiated according to their specific, given the cultural context that places them in a situation of vulnerability to economic and political pressures. To address this focus, this paper investigates the socioeconomic situation of indigenous people who live in Boa Vista, trying to relate and explain this situation from the point of view of economic science with the contribution of other social sciences. Thus, a search was described, along with a sample of 384 people living in Boa Vista who self-identify as indigenous, investigating issues related to marginalization, poverty and state of the labor market. The interdisciplinary approach that identifies the relationship between indigenous and non-indigenous in Boa Vista is mediated by specific values of inter-ethnic contact, leading to a syncretic elaboration of their knowledge and creating a cultural hybridization. Given this reality, it was possible to see that become victims from failures in the market due to lack of knowledge and information about its dynamics, living in extreme poverty, often located in remote areas of the city. Also discussed are policies that can promote the equating of this.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/18309
Arquivos Descrição Formato
000724141.pdf (2.720Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.