Repositório Digital

A- A A+

O território do morango no Vale do Caí/RS : análise pela perspectiva dos sistemas agroalimentares localizados

.

O território do morango no Vale do Caí/RS : análise pela perspectiva dos sistemas agroalimentares localizados

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O território do morango no Vale do Caí/RS : análise pela perspectiva dos sistemas agroalimentares localizados
Autor Specht, Suzimary
Orientador Ruckert, Aldomar Arnaldo
Data 2009
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Assunto Morango
Produção agrícola
Sistema agroalimentar
Sistemas locais de produção
Vale do Rio Caí, Região (RS)
[en] Caí valley
[en] Located agroalimentar system
[en] Strawberry
[en] Territory
Resumo No intuito de entender como o processo produtivo do morango vem gerando um território, objetiva-se nesta pesquisa averiguar, como as abordagens do Território e dos Sistemas Agroalimentares Localizados contribuem para a interpretação e análise das relações que ocorrem no Território do Morango, no Vale do Caí. Neste sentido é importante observar, tendo por referência os estudos sobre a abordagem do Território, como as relações de poder são manifestadas, independente da escala, gerando assimetrias e simetrias nas relações oriundas das apropriações dos recursos. Tal relação influencia na constituição da territorialidade e nas relações de proximidade. Este arcabouço analítico forma a tessitura de base para a combinação com a abordagem do SIAL, do qual deriva um desenho analítico. Além disto, é apresentado um panorama multiescalar para o entendimento do mercado do morango, bem como a caracterização da área de estudo. Neste contexto é contemplado o campo empírico, aplicando-se 64 entrevistas, com roteiros semiestruturados, a atores sociais envolvidos com a produção de morangos no Vale do Caí, especificamente nos municípios de Feliz, Bom Princípio e São Sebastião do Caí. A metodologia é baseada nas quatro dimensões do SIAL: histórica, técnica, institucional e alimentícia, que são o enredo para a apresentação dos resultados empíricos. Após, é feita a análise dos resultados com base nos objetos de investigação: coordenação dos atores, qualificação dos produtos, dinâmica dos saberes e formação de competências, e gestão dos recursos. A diversidade do processo produtivo levou à formação do Sistema Agroalimentar do Morango Convencional, que apresenta um estágio de desenvolvimento estável, e do Sistema Agroalimentar do Morango Orgânico, que apresenta um estágio de desenvolvimento crescente. No SIAL do Morango Convencional a proximidade territorial é um fator pouco dinamizador para ações coletivas, dificultando a implementação de normas e processos que visem à qualidade neste sistema. Tal dificuldade é reforçada quando foi verificado que o conhecimento gerado no processo produtivo é tácito e individualizado. Porém, mesmo diante das dificuldades, verifica-se que existe a formação de um patrimônio agroalimentar pelo estabelecimento de vínculos entre o lugar e a produção, o que vem gerando uma identidade territorial vinculada ao morango do Vale do Caí, aspecto este também verificado no SIAL do Morango Orgânico. Mas neste SIAL, as ações coletivas são recorrentes e a transmissão do conhecimento ocorre dentro dos grupos, cooperativa, e destes com outros grupos de produção orgânica do entorno. Por fim, conclui-se que a introdução da cultura do morango no Vale do Caí não foi obra da natureza, mas sim, um dos projetos que homens e mulheres vêm construindo no decorrer de sua vivência em sociedade, potencializando o uso e apropriação do espaço, imbuindo-o de história, identidade, labor, conflitos, problemas e soluções: atributos estes, constantemente em processo de construção, mudança, adaptação e reconversão. E é esta orquestração dos atores sociais, através da sua ação sobre este espaço, que levou a formação do "Território do Morango do Vale do Caí".
Abstract With the aim of understanding how the productive process of strawberry is generating a territory, this research intends to verify how the approaches of Territory and Located Agroalimentary Systems contribute to the interpretation and analysis of the relations that occur in the Territory of Strawberry, in the Caí Valley. In this sense it is important to observe, having as reference the studies regarding the Territory approach, how the relation of power are manifested, independent of scale, generating asymmetries and symmetries in the relations arising from the appropriations of resources. Such relation influences the constitution of territoriality and the relation of proximity. This analytic structure creates a territorial tessitura basis for the combination with the SIAL approach (localized agri-food systems) which derives an draft. Furthermore it is present a multiescalar scene for the strawberry market understanding, as well as the characterization of the field of study. In this context it is contemplated the empirical results, applying 64 interviews, with instructions semi-arranged, to social actors involved with the production of strawberries in Caí Valley, specifically in Feliz, Bom Princípio and São Sebastião do Caí. The methodology is based in four dimensions of SIAL: historical, technical, institutional and alimentary, which are the plot for the presentation of empirical results. In the sequence it is made the analysis of the results with base on the investigated objects: actors coordination, products qualification, dynamics of knowledge and generation of competences, and administration of the resources. The diversity of the productive process conducted to the generation of Agroalimentar system for the Conventional Strawberry, that presents a stable stage of development, and a Agroalimentar system for the Organic Strawberry, that presents a stage of crescent development. On SIAL of the Conventional Strawberry the territorial proximity is a factor less revitalizing to the collective actions, complicating the implementation of rules and processes that aim the system quality. Such difficult is reinforced when it was verified that the knowledge created on the productive process is tacit and individualized. However, even against difficulties, its verified that exists a generation of a agroalimentar patrimony by the constitution of links between the place and production, which is creating a territorial identity linked to the Caí´s Valley strawberry, which is also verified on SIAL of the Organic Strawberry. But on this SIAL, the collective actions are recurrent and the knowledge transmission occurs inside groups, cooperatives, and these with other groups of organic production from the surroundings. By the end, it is concluded that the introduction of Strawberry´s culture in Caí Valley was not a nature work, but one of the projects that men and women are building in the course of their experience in society, making more potent the use and appropriation of space, imbuing it of history, identity, labor, conflicts, problems and solutions: attributes that are constantly in process of building, changes, adaptation and reconversion. And is this orchestration of the social actors, through their action on space, that lead to the formation of the "Strawberry Territory from Caí Valley".
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/18318
Arquivos Descrição Formato
000725595.pdf (2.551Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.