Repositório Digital

A- A A+

Modos de ser da arte e modos de temporar : estudo etnográfico na oficina de criatividade de um hospital psiquiátrico

.

Modos de ser da arte e modos de temporar : estudo etnográfico na oficina de criatividade de um hospital psiquiátrico

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Modos de ser da arte e modos de temporar : estudo etnográfico na oficina de criatividade de um hospital psiquiátrico
Autor Testa, Federico Leonardo Duarte
Orientador Anjos, José Carlos Gomes dos
Data 2009
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de Ciências Sociais: Bacharelado.
Assunto Antropologia da arte
Hospital psiquiátrico
[en] Affection
[en] Anthropology
[en] Art
[en] Body
[en] Power
[en] Psychiatric hospital
[en] Temporality
Resumo A presente pesquisa, inserindo-se na órbita de uma antropologia da arte ou estética, visa dar conta da singularidade das produções-práticas artísticas dos internos-reclusos de um hospital psiquiátrico, realizadas na oficina de criatividade desse mesmo hospital. Busca-se responder antropologicamente à questão - "que arte é essa?", referindo-se ao contexto (universo) mencionado, discutindo questões e conceitos a ela vinculados, principalmente: corpo, poder, subjetivação e temporalidade. Ainda, ao tratar dessa questão sobre o estatuto e o modo de ser da arte com que é possível se deparar nessa oficina, realiza-se uma tentativa de diferenciação da noção de Arte tal como advém do circuito de produção e circulação de bens culturais e de uma esfera artística, discutindo noções como obra, produto, processo, reprodutibilidade, temporalidade. A partir disso, esboça-se uma concepção não ontologicamente fechada da produção artística em questão, situando-a frente às possibilidades de resistência, subjetivação, de fruição corporal através da vivência de fluxos e afetos.
Abstract The present research, inserting itself in the field of anthropolgy of art or aesthetics, intends to make an approach to the singularities of the artistic practics and productions of the inmates of a psychiatric hospital, made in the creativity workshop of this same hospital. The objetive is to answer anthropologicaly to the question - what art is this?, always refering the context. This answer discusses several concepts and problems, mainly: body, power, subjectivation and temporality. In the discussion of this art's status and way of being, takes place a possible diferentiation between the notion of Art as it comes from the art circuit (cultural and symbolical goods production and circulation) and this workshop's art, discussing notions as work of art, product, process, reproductibility, temporality. Then a non ontologicaly closed conception of the current art is delineated, situating it relatively to the possibilities of resistence, subjectivation, corporal fruition, through the experience of fluxes and affections.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/18332
Arquivos Descrição Formato
000728548.pdf (759.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.