Repositório Digital

A- A A+

Sindicalismo, reetruturação produtiva e contingência da ação sindical

.

Sindicalismo, reetruturação produtiva e contingência da ação sindical

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sindicalismo, reetruturação produtiva e contingência da ação sindical
Autor Moura, Fagner Sutel
Orientador Guimarães, Sonia Maria Karam
Data 2009
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de Ciências Sociais: Bacharelado.
Assunto Ação sindical
Postura sindical
Sindicalismo
[en] Collaboration
[en] Labour union posture
[en] Mobilization
[en] Trade union activity
Resumo Este é um estudo sobre ação sindical, que toma como objeto de pesquisa os sindicatos do setor de telecomunicações, no contexto de significativas mudanças tecnológicas, organizacionais e laborais pelo qual esse setor passou após a privatização. As duas últimas décadas tem apresentado significativas mudanças na economia mundial, o que repercute nas relações de trabalho e no fazer sindical. O tema da ação sindical no Brasil tem sido amplamente debatido, sem no entanto produzir algum tipo de teorização a respeito. Partindo de muitos estudos de caso, as análises apontam para a estagnação da ação sindical, na medida em que os sindicatos estariam adotando posturas menos combativas ao defenderem os interesses dos trabalhadores, colaborando mais com as empresas. Essa literatura entende a ação sindical como homogênea e colaboracionista, mas sustento que essa posição pode estar equivocada em alguns casos. Com apoio nesta discussão busco analisar se as estratégias adotadas pelos sindicatos se diferenciam dependendo do contexto, o que possibilita avaliar a criatividade da instituição sindical na atualidade. Para desenvolver essa argumentação, analiso as dimensões ação sindical, postura sindical, mobilização e colaboração a fim de promover uma análise comparada, de boletins sindicais dos três segmentos econômicos ("core", subcontratadas e "call-centers") do setor de telecomunicações no RS, SC, DF e SP. O presente estudo aponta para a existência de posturas e ações típicas entre os sindicatos, mas que em meio a estas, outras ações e posturas estariam surgindo apontando traços de criatividade do fazer sindical, o que nega a hipótese de que a ação sindical brasileira estaria se homogeneizando e adotando características colaborativas e menos combativas.
Abstract This is a study about the trade union activity, which takes as research object the telecom industry Unions in a context of significant technological, organizational and labour changes after privatization. The two lasts decades showed outstanding changes in the world economy; it affects the work relationships and trade Union activity. In Brazil, the matter of trade Union activity has been widely discussed; however, it did not produce any kind of theorization. From several case studies the analysis it is pointed at the stagnation of the trade Union activity, in so far as labour Unions would be adopting less combative postures by defending the worker interests and collaborating more and more with enterprises. Such literature regards the trade Union activity as homogeneous and collaborative, but in this study is affirmed that position could be wrong in some cases. It is aimed to analyse, based on that discussion, whether the adopted strategies by the labour Unions diferentiate among them, depending on the context, which allow to assess the creativity of labour Union nowadays. In order to develop that argument, it is analysed the dimension of the trade Union activities, the labour Union posture, mobilization and collaboration, seeking to promote a comparative analysis of newsletters from labour Unions belonged to three economic segments (core, subcontracting and call centres) of telecommunications industry in Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Distrito Federal and São Paulo. This study shows the existence of postures and typical actions between labour Unions, however, besides of those, other actions would be arising which appoint at the creativity traces of trade Union activity, this denies the hypothesis that Brazilian trade Union activity would be getting homogeneous and would be adopting collaborative and less combative characteristics.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/18336
Arquivos Descrição Formato
000728564.pdf (294.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.