Repositório Digital

A- A A+

Desigualdade e associativismo : um estudo comparativo sobre capital social e participação política com duas associações de moradores de Porto Alegre.

.

Desigualdade e associativismo : um estudo comparativo sobre capital social e participação política com duas associações de moradores de Porto Alegre.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Desigualdade e associativismo : um estudo comparativo sobre capital social e participação política com duas associações de moradores de Porto Alegre.
Autor Zanata Júnior, Rui
Orientador Silva, Marcelo Kunrath
Data 2009
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de Ciências Sociais: Bacharelado.
Assunto Associativismo comunitário
Capital social
Desigualdade social
Participação política
Porto Alegre (RS)
Resumo Esta pesquisa visa investigar a relação entre desigualdade e associativismo na conformação da participação política de duas associações de moradores de Porto Alegre: uma situada numa vila popular e outra num bairro de classe média. Argumenta-se, então, que a posição social dos participantes das entidades (bem como das populações por elas representadas), que é caracterizada por uma significativa desigualdade, define a configuração das suas redes sociais e dos seus capitais sociais - agregados de recursos reais ou potenciais vinculados à posse de uma rede de relações relevante ao acesso de bens e serviços. Os capitais sociais, por sua vez, condicionariam os espaços procurados por esses grupos para reivindicarem e expressarem suas demandas e propostas - ou seja, sua participação política. O estudo comparativo é justificado pela importância de investigar o papel das desigualdades sobre o associativismo e, por conseguinte, sobre a participação política. Os objetivos são: compreender as diferenças e semelhanças entre o associativismo de bairro de classe média e o de classe popular; investigar se e como desigualdades socioeconômicas implicam em diferenças em termos dos capitais sociais aos quais os atores têm acesso, culminando em modos diferenciados de participação política; averiguar as distintas lógicas de ação e acesso aos bens e serviços, seja através do Estado, seja na esfera privada; apreender a participação de diferentes camadas sociais tanto nos espaços formais quanto nos informais de acesso a recursos sociais. Em relação à associação popular, foram realizadas entrevistas em profundidade com integrantes da sua diretoria e com a sua delegada no Fórum Regional do Orçamento Participativo da Região Centro, bem como observações nesse espaço. No que diz respeito à entidade do bairro de classe média, foi realizada pesquisa documental com o jornal da associação e com o jornal de bairro Oi! Menino Deus, bem como entrevista com o seu fundador e ex-diretor. Após a sistematização do conteúdo das entrevistas e dos textos dos jornais, foram definidos os exemplos de ações e manifestações políticas, a fim de analisá-los por meio da metodologia de Análise de Redes Sociais, a qual foi operacionalizada através do software UCINET 6. De modo geral, observou-se uma composição e um volume muito diferenciados dos capitais sociais - ou a sua reconversão em outras formas de recursos - detidos pelas duas entidades. Enquanto a associação de classe média fundamenta suas ações através da mobilização de amplo leque de relações com políticos, empresários, organizações sociais e instituições, a associação da comunidade popular possui uma rede relacional muito menor e, sobretudo, constituída por atores com posições sociais bem menos proeminentes que as ocupadas pelos atores com os quais a primeira se relaciona. Ademais, a entidade popular tende a atuar politicamente através de espaços institucionais formais - Orçamento Participativo -, utilizando como fonte de mobilização, em grande medida, os capitais de ligação e de ponte. Para a entidade de classe média, os capitais (ligação, ponte e conexão) estruturam modos de participação política, preferencialmente, em espaços institucionais informais e através da mobilização das relações sociais - em especial com o empresariado.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/18364
Arquivos Descrição Formato
000728352.pdf (1.320Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.