Repositório Digital

A- A A+

A gestão socioambiental no contexto do desenvolvimento (in)sustentável : uma leitura das instâncias micro, meso e macro organizacional na Aracruz Celulose

.

A gestão socioambiental no contexto do desenvolvimento (in)sustentável : uma leitura das instâncias micro, meso e macro organizacional na Aracruz Celulose

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A gestão socioambiental no contexto do desenvolvimento (in)sustentável : uma leitura das instâncias micro, meso e macro organizacional na Aracruz Celulose
Autor Aramburú, Juliane Viégas
Orientador Antunes, Elaine di Diego
Data 2009
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Aracruz Celulose.
Desenvolvimento sustentável
Gestão socioambiental
Meio ambiente
[en] Development
[en] Entrepreneurial socio-environmental responsibility
[en] Stakeholders
[en] Sustainability
Resumo Passadas quase quatro décadas desde as críticas sobre o crescimento econômico, que contribuia para um desenvolvimento insustentável a longo prazo, percebe-se que o problema da ênfase na dimensão econômica em detrimento da socioambiental permanece. Desequilíbrios ambientais continuam sendo evidenciados como consequência da atuação da humanidade. Para Ferreira (2007), as empresas têm contribuído para o aumento destes desequilíbrios. A autora aponta que os eventos naturais afetam a agricultura, a indústria e os serviços. Depreende-se disso que, se a empresa não é causadora direta de todos os males ambientais, ela sofre com eles. Tanto o agravamento dos problemas ambientais quanto sociais aumentou a pressão para que as empresas alterem a forma de conduzir seus negócios. Deste modo, muitas empresas têm adotado práticas ditas socialmente responsáveis para atender essa demanda e para sobreviverem no mercado. Nascimento et al. (2008) evidenciam que, para obter sucesso na implantação de ações, a empresa deve perceber-se como parte de um ecossistema de mercado. Isto implica compreender que as ações não dependem apenas das condições internas e de ferramentas adotadas pelos gestores; elas dependem também da interação da empresa com o macro e o meso ambiente. E, para serem sustentáveis, tanto a empresa quanto as demais partes envolvidas devem se preocupar com as diferentes dimensões do desenvolvimento, além da econômica (SACHS, 1996). Assim, torna-se relevante compreender como a atuação relacionada à sustentabilidade, de empresa modelo em responsabilidade socioambiental e das partes interessadas, impacta no alcance do desenvolvimento? Para tanto, analisa-se a gestão socioambiental da Aracruz, observando a relação com os níveis micro, meso e macro organizacional. A Aracruz Celulose é reconhecida internacionalmente por sua atuação socioambiental e considerada uma das vinte empresas-modelo em sustentabilidade do país. A empresa convive com uma questão polêmica, pois utiliza como matéria-prima florestas. Em contrapartida, declara que trabalha para reduzir os impactos ambientais em seus processos, desde o plantio de árvores, à extração, produção e exportação do produto. Revela, ainda, que considera também os aspectos sociais do processo, adotando postura socialmente responsável para com as diferentes partes interessadas. Por essas razões, considera-se um caso relevante para estudo. Com a pesquisa, visa-se a contribuir no campo teórico e prático relacionado à responsabilidade socioambiental e ao desenvolvimento. Para consecução do trabalho, adota-se o estudo de caso único. Para tanto, analisaram-se materiais institucionais e trabalhos acadêmicos sobre a responsabilidade socioambiental da Aracruz. Realizaram-se entrevistas com o diretor de sustentabilidade da empresa e com gestores envolvidos com a questão. Avaliou-se a relação da organização com diferentes stakeholders a partir de entrevistas com a comunidade, parceiros em projetos ambientais, órgão governamental e prestadores de serviços. Aplicou-se também questionário com os demais empregados da empresa. Como resultado, evidencia-se que a Aracruz trabalha questões de governança, transparência, relacionamento com partes interessadas e aspectos socioambientais e de gestão para alcançar a sustentabilidade. No entanto, a sua atuação é afetada por variáveis do macroambiente, especialmente pela variável econômica. Talvez isto dificulte a contribuição para o desenvolvimento integral proposto por Sachs (1996).
Abstract After almost four decades since the critics on economic growth which had contributed to a long-term unsustainable development, it is noted that the problem of emphasis on the economic dimension in detriment of the socio-environmental one still remains. Environmental imbalances continue to be evident as consequence of man's work. For Ferreira (2007), companies have contributed to the increase of such imbalances. The author says the natural events affect the agriculture, industry and services. It can be inferred that if the company is not the direct cause of all the environmental damages, it suffers with them. The worsening of both environmental and social problems has increased the pressures in order that companies change the way they lead their business. So, many companies have adopted the so-called socially responsible practices to meet such demand and survive in the market. Nascimento et al. (2008) say that in order to be successful with the implementation of its policies, the company must see itself as part of the market ecosystem. It implies to understand that actions do not depend only on internal conditions and the tools used by the managers; they also depend on the company's interaction with the macro and meso-environment. And, to be sustainable, the company as well as the other parts involved in the process must pay attention to the different dimensions of development, others than the economic one (SACHS, 1996). So, it's relevant to understand the way the performance related to sustainability of socio-environmental model company and its interested parties affects the attainment of development. For this reason, it's analyzed the socio-environmental management of Aracruz, taking into account the relation with micro, meso and macro-organizational levels. Aracruz Celulose is internationally recognized by its socio-environmental behavior and considered as one of the twenty most responsible companies as to sustainability within the country. The company has a controversial question: forests are its raw-material, but it also declares that it works to reduce the environmental impacts in its processes, from the trees plantation to product extraction, production and export. It also reveals that the social aspects of the process are considered using a socially responsible behavior with the different interested parties. For theses reasons it was considered a relevant case to be studied. This work aims at contributing to socio-environmental responsibility and development at the theoretical and practical fields. It was adopted the one-case study. Institutional materials and academic works on the Aracruz socio-environmental responsibility were analyzed and interviews with the sustainability director and other managers involved with the problem were done. It was evaluated the organization relation with different stakeholders from interviews with the community, partners in environmental projects, governmental body and service renderers. A questionnaire was also used with all the company's employees. After the study, it is clear that Aracruz works with issues related to governance, transparence, and relationship with interested parties and socio-environmental and management aspects to reach sustainability. However, its performance is affected by macro-environment variables, mainly the economic one. Perhaps, it makes difficult the contribution for the integral development proposed by Sachs (1996).
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/18373
Arquivos Descrição Formato
000728468.pdf (1.481Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.