Repositório Digital

A- A A+

Marketing turístico e violência contra as mulheres : (des)(re)construções do Brasil como paraíso de mulatas

.

Marketing turístico e violência contra as mulheres : (des)(re)construções do Brasil como paraíso de mulatas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Marketing turístico e violência contra as mulheres : (des)(re)construções do Brasil como paraíso de mulatas
Autor Gomes, Mariana Selister
Orientador Anjos, José Carlos Gomes dos
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Sociologia.
Assunto Brasil
Estudos de gênero
Identidade nacional
Identidade racial
Imaginário sexual
Imaginário social
Marketing turístico
Mulatas
Negros
Raça
Sexualidade
Sociologia da cultura
Turismo sexual
Violência contra a mulher
[en] Gender
[en] Identities
[en] Imaginary
[en] Race
[en] Sexuality
[en] Tourism
[en] Violence
Resumo Esta dissertação versa sobre o imaginário social do Brasil como um paraíso de mulatas. Inicialmente busca-se analisar como esse imaginário foi construído historicamente. Em seguida analisa-se as tentativas de desconstrução desse imaginário. Por fim, foca-se nos discursos turísticos atuais, para perceber se eles estão reconstruindo ou desconstruíndo esse imaginário. Essa análise é realizada através de um arque-genealogia, inspirada em Michel Foucault, na qual são mapeados discursos intelectuais, literários, políticos, artísticos, midiáticos e, principalmente, turísticos, dos séculos XIX, XX e XXI. Entende-se que esse imaginário está imerso em relações de poder e articula construções e disputas em torno da identidade nacional, racial, de gênero e sexualidade. Esse imaginário, muitas vezes, configura-se como violência contra as mulheres negras, quando as aprisiona em uma hiper-erotização, quando as conduz aos maiores números no turismo sexual, quando silencia suas reivindicações de outra definição identitária.
Abstract This dissertation focuses on the social imaginary of Brazil as a paradise of the "mulatas". Initially we seek to examine how this imagery was built historically. It then analyzes whether attempts to deconstruct this imagery. And finally, focuses on current tourism discourse, to see if they are rebuilding or deconstructed this imagery. This analysis is performed through an archi-genealogy, inspired by Michel Foucault, which are mapped in intellectual discourses, literary, political, artistic, media and, especially, tourism, dating from the XIX, XX and XXI. It is understood that this imagery is immersed in power relations and articulates disputes over national identity, race, gender and sexuality. This imagery often are one violence against black woman, when this imprisons her in the hyper-sexualization, when this lead her to greater numbers in sex tourism, when this silencing another definition of identity.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/18449
Arquivos Descrição Formato
000729284.pdf (3.026Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.