Repositório Digital

A- A A+

O efeito do estresse psicológico na imunidade salivar secretória

.

O efeito do estresse psicológico na imunidade salivar secretória

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O efeito do estresse psicológico na imunidade salivar secretória
Autor Nascimento, Gustavo Giacomelli
Orientador Hugo, Fernando Neves
Data 2009
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Curso de Odontologia.
Assunto Odontologia
Saliva
Stress
[en] Depression
[en] Loneliness
[en] Psychological stress
[en] Secretory immunoglobulin A
Resumo Objetivo: estudar os níveis salivares de Imunoglobulina A Secretória (S-IgA), Imunoglobulina A1 Secretória (S-IgA1), Imunoglobulina A2 Secretória (S-IgA2) e Componente Secretor (SC), assim como as razões S-IgA/SC, S-IgA1/SC e S-IgA2/SC em estudantes universitários, incluindo um grupo apresentou sintomas depressivos, bem como estresse psicológico prolongado. Materiais e Métodos: a amostra foi constituída por 113 estudantes universitários. Os participantes responderam à Escala de Solidão da UCLA, à Escala de Depressão de Beck (BDI), em sua forma reduzida, e à Escala de Estresse Percebido (PSS). Foi coletada saliva não-estimulada através do método spitting. A análise da saliva se deu com o uso do teste ELISA e do teste do ácido bicincôninico (BDA). Para análise estatística foram utilizadas regressões lineares simples e múltiplas. Resultados: a regressão linear múltipla revelou que o estresse percebido foi negativamente associado com a concentração de IgA1. Os sintomas depressivos foram positivamente associados com a concentração de SC e negativamente associado com as razões IgA1/SC e de IgA2/SC, após ajustes. Solidão foi positivamente associada com a concentração de SC e negativamente associada com as razões IgA1/SC e de S-IgA/SC. Conclusão: os achados indicam que o estresse psicológico exerceu seus efeitos via células do sistema imunológico, visto que a secreção e o transporte de SC pelas células salivares ductais não foram relacionadas como causadoras da redução da imunidade salivar inata observada.
Abstract Objective: to study the salivary levels of S-IgA, S-IgA1, S-IgA2 and SC and the S-IgA/SC, S-IgA1/SC and S-IgA2/SC ratios in university students, including a subset of students who were experiencing depressive symptoms and protracted psychological stress. Methods: 113 undergraduate students took part of this cross-sectional study. The participants answered the UCLA loneliness scale, the Beck Depression Inventory [short form] and the Perceived Stress Scale. Unstimulated saliva was collected following the “spitting method”. Saliva was analyzed using ELISA tests and the bicinchoninic acid method. Statistical analyses were accomplished using univariate and multiple linear regressions. Results: Multiple linear regression analyses revealed that perceived stress was negatively associated with IgA1 concentration. Depressive symptoms were positively associated with SC concentration and negatively associated with IgA1/SC ratio, IgA2/SC ratio after adjustment for confounders. Loneliness was positively associated with SC concentration, and negatively associated with IgA1/SC ratio and S-IgA/SC ratio. Conclusion: These findings indicate that psychological distress exerts its effects through immune cells, since the output and transportation of SC by salivary duct cells were not attributable as the causes of stress-related innate immunity impairment observed in the present study.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/18463
Arquivos Descrição Formato
000729801.pdf (363.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.