Repositório Digital

A- A A+

Efeito do licopeno e do extrato de tomate sobre os níveis séricos de PSA total e livre, testosterona, IGF-1 e sintomas prostáticos em pacientes com hiperplasia prostática benigna : um ensaio clínico randomizado controlado

.

Efeito do licopeno e do extrato de tomate sobre os níveis séricos de PSA total e livre, testosterona, IGF-1 e sintomas prostáticos em pacientes com hiperplasia prostática benigna : um ensaio clínico randomizado controlado

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeito do licopeno e do extrato de tomate sobre os níveis séricos de PSA total e livre, testosterona, IGF-1 e sintomas prostáticos em pacientes com hiperplasia prostática benigna : um ensaio clínico randomizado controlado
Autor Bozzetto, Magda Edinger de Souza
Orientador Koff, Walter Jose
Co-orientador Furlanetto, Tania Weber
Data 2009
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Antígeno prostático específico
Biomarcadores
Concentrados de tomates
Ensaio clínico controlado
Fator de crescimento insulin-like-I
Hiperplasia prostática
Testosterona
Resumo Em um ensaio clinico, randomizado, controlado, foram estudados 156 homens, com idades entre 45 e 75 anos, com diagnóstico histológico de hiperplasia prostática benigna (HPB) e níveis séricos do antígeno prostático específico (PSA) entre 4 a 10 ng/ml. Foram constituídos três grupos de tratamento: licopeno (15 mg/dia), extrato de tomate (50 g/dia) e placebo. Após 10 semanas, não foram encontrados resultados significativos para o desfecho primário que era os níveis séricos de PSA total. Porém, o único grupo de tratamento em que os valores séricos de PSA total não se elevaram foi o do extrato de tomate. Foi encontrada uma diminuição (p=0,005) nos níveis séricos de PSA livre entre o grupo que recebeu extrato de tomate (de 1,27 ± 0,64 ng/ml para 1,08 ± 0,50 ng/ml) e o grupo que recebeu licopeno (de 1,16 ± 0,54 ng/ml para 1,33 ± 0,93 ng/ml. Os demais desfechos secundários, isto é, níveis séricos do fator de crescimento semelhante à insulina-1 (IGF-1) e testosterona total e sintomas relacionados ao prostatismo e índice de qualidade de vida (IQV) foram semelhantes entre os três grupos, após tratamento. Neste estudo houve efeito dos três grupos de tratamento sobre as variáveis subjetivas, evidenciando um efeito placebo. A redução do PSA livre nos pacientes que consumiram extrato de tomate, quando comparado aos pacientes tratados com licopeno, pode ser resultado de um efeito protetor de outra substância presente no alimento sobre as células prostáticas. Concluindo, no presente estudo, observou-se redução dos níveis séricos de PSA livre nos indivíduos que utilizaram extrato de tomate, quando comparado ao grupo que recebeu licopeno. Ensaios clínicos comparando indivíduos ingerindo extrato de tomate com indivíduos que restrinjam esse alimento por tempo longo podem ser úteis para determinar se a engestão de extrato de tomate tem impacto em desfechos clínicos, em homens com HPB.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/18506
Arquivos Descrição Formato
000729143.pdf (649.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.