Repositório Digital

A- A A+

Níves do antígeno carcinoembriônico no lavado peritonial em pacientes com câncer gástrico

.

Níves do antígeno carcinoembriônico no lavado peritonial em pacientes com câncer gástrico

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Níves do antígeno carcinoembriônico no lavado peritonial em pacientes com câncer gástrico
Autor Alves, Leticia Biscaino
Orientador Moreira, Luis Fernando
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Cirurgia.
Assunto Antígeno carcinoembrionário
Cirurgia
Neoplasias gástricas
Resumo Introdução: Independente do método de mensuração, os níveis do antígeno carcinoembriônico no lavado peritonial (CEAlp) têm sido demonstrados como possível fator prognóstico de recidiva e mortalidade em pacientes com câncer gástrico. Objetivos: Determinar os níveis de CEAlp durante a cirurgia de pacientes com câncer gástrico e relacionar estes níveis de CEAlp com a mortalidade, recorrência peritonial, todas as formas de recidiva, estadiamento tumoral e estadiamento clínico. Pacientes e Métodos: Foram estudados 30 pacientes (22 homens, 8 mulheres e mediana de idade de 66 anos) com câncer gástrico, a maioria em estadiamento clínico III e IV. Níveis de CEAlp dosados por radioimunoensaio e com valores ≥ 210 ng/g de proteína foram considerados elevados ou positivos. Resultados: Houve 10 casos (33,3%) com níveis de CEAlp positivos que foram fator de risco para mortalidade em 6 meses OR: 8,5 (p= 0,011), mortalidade geral RR: 2,1 (p= 0,018), mortalidade devido a doença OR: 12,0 (p= 0,004), recorrência peritonial OR: 9,0 (p= 0,015), e recidiva ou progressão da doença OR: 27,0 (p= 0,001). Conclusões: Nível elevado de CEAlp é fator de risco para mortalidade, recorrência peritonial, recidiva tumoral e progressão da doença podendo ser utilizado como fator preditivo de risco e auxiliar na definição de tratamento cirúrgico e adjuvante em pacientes com câncer gástrico.
Abstract Background: Despite controversies over the method used for assessment, carcinoembryonic antigen level in peritoneal lavage (plCEA) has been showing to be a relevant prognostic factor in gastric cancer. Aim: To determine plCEA level in gastric cancer patients and to identify any association between plCEA with mortality, peritoneal recurrence, tumor relapse, tumoral stage and clinical stage. Patients and Methods: It was studied 30 patients (22 men, 8 women; median age 66 yrs) with resectable gastric cancer (mainly stage III and IV). CEA peritoneal levels were detected at operation by immunocytochemical method and a level over 210 ng/g of protein was considered as positive. Results: It was detected 10 positive cases (33.3%) of plCEA levels. These levels were associated with mortality, RR: 2.1 (p= 0.018); peritoneal recurrence, OR: 9.0 (p= 0.015); and relapse or gastric cancer progression, OR: 27.0 (p= 0.001). Overall mortality was 63% and those cases with elevated plCEA levels had significant higher mortality (100% vs. 45%), higher overall relapse or gastric cancer progression (90% vs. 25%) and higher peritoneal recurrence (50% vs. 10%). Conclusion: This study, demonstrated that increased levels of plCEA fairly predicts mortality, peritoneal recurrence, tumor relapse or cancer progression and should be used as a predictive factor helping to decide on surgical approach as well as adjuvant therapy in patients with gastric cancer.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/18565
Arquivos Descrição Formato
000653279.pdf (308.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.