Repositório Digital

A- A A+

Financeirização : uma abordagem marxista

.

Financeirização : uma abordagem marxista

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Financeirização : uma abordagem marxista
Autor Bem, Augusto Pinho de
Orientador Maldonado Filho, Eduardo Augusto de Lima
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Pós-Graduação em Economia.
Assunto Acumulação de capital
Capital financeiro
Capitalismo
Crédito
Estagnação econômica
Teoria econômica marxista
[en] Finacialisation
[en] Marxist economics
[en] Stagnation
Resumo O desenvolvimento do processo de acumulação de capital fez com que o sistema capitalista sofresse grandes modificações em suas leis de movimento e se ultrapassasse seu estágio concorrencial, apresentando agora na maioria dos seus mercados características típicas de monopólio, o que fez com que se denominasse este estágio de capitalismo monopolista. As economias maduras sob a égide do capitalismo monopolista trazem consigo uma tendência a gerar uma quantidade maior de excedente do que alternativas para o seu investimento em atividades produtivas. Isto faz com que o sistema carregue consigo uma tendência inerente a estagnação, que só é contida por poderosos estímulos contrários, que impulsionam a economia enquanto seu efeito perdura, deixando novamente os sintomas da estagnação visíveis quando se esvanecem. Dentre estes estímulos contra tendentes, a financeirização, ou o desvio do excedente da esfera produtiva para a financeira, se tornou a mais poderosa força do capitalismo em sua luta contra a estagnação.
Abstract The development process of capital accumulation has made the capitalist system suffered major changes in its laws of motion and exceeded its competitive stage, representing the majority of its markets typical of monopoly, which led them to call this stage of monopoly capitalism. The mature economies under the auspices of monopoly capitalism brings with it a tendency to generate a greater amount of surplus that alternatives for its investment in productive activities. This causes the system to load with an inherent tendency to stagnation, which only contained a powerful stimulus to the contrary, that drive the economy while its effect lasts, leaving again the symptoms of stagnation visible when vanish. Among these stimuli aimed against the financialisation, or diversion of the surplus from the productive sphere to the financial, became the most powerful force of capitalism in their struggle against stagnation.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/18812
Arquivos Descrição Formato
000729182.pdf (573.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.