Repositório Digital

A- A A+

Anestesia inalatória e anestesia balanceada e cirurgia toracica experimental em siunos

.

Anestesia inalatória e anestesia balanceada e cirurgia toracica experimental em siunos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Anestesia inalatória e anestesia balanceada e cirurgia toracica experimental em siunos
Autor Pulz, Renato Silvano
Orientador Silva Filho, Antônio de Pádua Ferreira da
Data 2006
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Anestesia
Cirurgia veterinaria : Suinos
Resumo O presente trabalho teve por objetivo avaliar a utilização de protocolos de anestesia humana para suínos utilizados como modelo animal com fins de pesquisa médica. Dois grupos de suínos da raça landrace receberam diferentes protocolos anestésicos e foram submetidos a uma toracoscopia lateral. Os dois grupos de suínos receberam como medicação pré-anestésica (MPA), sulfato de atropina , na dose de 0,03 mg . kg-1, por via subcutânea, e midazolam, na dose de 0,5 mg . kg-1, por via intramuscular. O grupo I (anestesia inalatória), trinta minutos após, a anestesia foi induzida com a administração via intravenosa de 10 mg . kg-1 de tiopental sódico, administrado via intravenosa. A manutenção da anestesia foi realizada somente com isoflurano e oxigênio. No grupo II (anestesia balanceada), a anestesia foi induzida por uma associação de fentanil, na dose de 20 mcg . kg-1 , midazolan na dose de 0,5 mg . kg-1, administrados por via intravenosa, seguidos ainda da administração de tiopental sódico (5 mg . kg-1) e pancurônio (0,1 mg . kg- 1), imediatamente após, os suínos foram submetidos à intubação oro-traqueal e conectados ao respirador. A manutenção da anestesia foi realizada pela administração de oxigênio em fluxo constante de seis litros por minuto e isoflurano e pela administração contínua de fentanil (50 µg. kg-1. min. –1) e pancurônio (0,1 mg. kg-1) a cada 20 minutos. O ajuste na dose de infusão do fentanil foi realizado manualmente, pela regulagem do gotejamento. A concentração do isoflurano nos dois grupos variou conforme as variações nas freqüências cardíacas e pressão arterial média. Imediatamente após a indução os animais foram intubados por via orotraqueal e o tubo traqueal foi conectado ao respirador. Os animais foram ventilados com respirador (modelo BIRD®), recebendo uma associação de isoflurano e oxigênio. A freqüência respiratória foi regulada em 16 movimentos por minuto com uma pressão de 20 cm de H2O. Após a preparação pré-operatória, indução anestésica e cateterização da artéria femural, os suínos dos dois grupos foram posicionados em decúbito lateral esquerdo e submetidos à toracoscopia lateral. Foi realizada a exploração torácica, denominada como procedimento diagnóstico, simulando uma situação real. Após a síntese das aberturas o pneumotórax residual foi drenado com auxílio de uma seringa de 10 ml adaptada à válvula de três vias e catéter venoso. Não foi realizado procedimento cirúrgico, além da toracoscopia, para evitar possíveis interferências nos valores observados e que não tenham relação com a anestesia. As colheitas de dados nos dois grupos foram realizadas a cada 15 minutos após a cateterização da artéria femural , durante 60 minutos. Foram anotados e avaliados parâmetros monitorados rotineiramente no controle da anestesia geral. Foram observados aspectos relacionados a função cardiocirculatória, função respiratória, temperatura corporal interna e qualidade da recuperação anestésica. Foram realizados monitoramento da freqüência cardíaca, avaliação eletrocardiográfica, avaliação de oximetria de pulso e hemogasometria arterial. Nos parâmetros relacionados à função respiratória, verificou-se uma redução significativa nos valores médios da pressão parcial de O2 do grupo II. Imediatamente após a indução (T0) a PaO2 em mmHg no grupo I foi de 415,43 ± 47,35. O grupo II apresentou uma PaO2 em mmHg de 332,06 ± 55,81 em T0. Na PaCO2 verificou-se uma redução significativa nos valores médios em todos os tempos avaliados no grupo II. Nos parâmetros relacionados à função cardiocirculatória e temperatura corporal não ocorreram alterações significativas quando comparados os dois grupos, isto é, não sofreram influência dos diferentes protocolos. O parâmetro temperatura corporal interna apresentou uma redução significativa nos dois grupos, relacionada aos diferentes tempos avaliados e a duração da anestesia geral. No grupo II observouse uma recuperação anestésica mais prolongada e com sinais de agitação. Não ocorreram óbitos em nenhum dos grupos. Os dois protocolos comumente utilizados na anestesia humana permitiram a realização da cirurgia torácica experimental em suínos.
Abstract The present work had for objective to evaluate the use of anesthesia protocols human being for used swines as animal model with ends of medical research. Two groups of swines of the race Landrace had received different protocols anaesthetics and had been submitted to a lateral thoracoscopy. The two groups of swines had received as daily preanesthetically medication (MPA), atropine sulphate, in the dose of 0,03 mg. kg-1, for via subcutaneous, and Midazolam, in the 0,5 dose of mg. kg-1, for via intramuscular. Group I (inhalatory anesthesia), thirty minutes after, the anesthesia was induced with the administration via intravenous of 10 mg. kg-1 of Thiopental sodium, managed by intravenous. The maintenance of the anesthesia was only carried through with Isoflurane and oxygen. In group II (balanced anesthesia), the anesthesia was induced for a fentanil association, in the dose of 20 mcg. kg-1, Midazolam in the dose of 0,5 mg. kg-1, managed for via intravenous, followed still of the administration of Tiopental (5 mg. kg-1) and Pancuronium (0.1 mg. kg-1), immediately after, the swines had been submitted to the intubation endotracheal and connected to the respirator. The maintenance of the anesthesia was carried through with Isoflurane and oxygen and by the continuous administration of Fentanyl (50μg. kg-1. min.-1) and Pancuronium (0.1 mg. kg-1) to each 20 minutes. Immediately the induction the animals had been after intubated by via endotracheal and the tracheal pipe was connected to a respirator, receiving an association from Isoflurane and oxygen. The respiratory frequency was regulated in 16 movements per minute with a pressure of 20 cm of water. After the preparation pre-operatory, anesthetical induction and catheterization of the femural artery, the swines of the two groups had been located in left lateral decubitus and submitted to the lateral thoracoscopy. The thoracic exploration was carried through, called as disgnostic procedure, simulating a real situation. After the synthesis of the openings pneumotorax residual was drained with aid of a syringe of 10 ml adapted to the valve of three ways and to venous catheter. Surgical procedure was not carried through, beyond the thoracoscopy, to prevent possible interferences in the observed values and that they do not have relation with the anesthesia. The harvests of data in the two groups had been carried through to each 15 minutes after the catheterization of the femural artery, during 60 minutes. They had been written down and evaluated parameters monitored routinely in the control of the general anesthesia. The cardiocirculatory function, respiratory function, internal body temperature and quality of the anesthetically recovery had been observed related aspects. Monitoring of the cardiac frequency, electrocardiographic evaluation, evaluation of oximetry of pulse and arterial gasometry had been carried through. In the parameters related to the respiratory function, was verified a significant reduction in the average values of the partial pressure of O2 of group II Immediately after the induction (T0) the PaO2 in mmHg in group I was of 415,43 ± 47,35. Group II presented a PaO2 in mmHg of 332,06 ± 55,81 in T0. In the PaCO2 of it a significant reduction in the average values in all was verified the times evaluated in group II. In the parameters related to the cardiocirculatory function and body temperature significant alterations had not occurred when comparative the two groups, that is, had not suffered influence from the different protocols. The parameter internal body temperature presented a significant reduction in the two groups, related to the different evaluated times and the duration of the general anesthesia. In group II a drawn out anesthetical recovery and with agitation signals was observed more. Deaths in none of the groups had not occurred. The two protocols usually used in the anesthesia human being had allowed the accomplishment of the experimental thoracic surgery in swines.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/18821
Arquivos Descrição Formato
000732226.pdf (370.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.