Repositório Digital

A- A A+

Análise descritiva do torque de resistência externo em diferentes exercícios de extensão de cotovelo

.

Análise descritiva do torque de resistência externo em diferentes exercícios de extensão de cotovelo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise descritiva do torque de resistência externo em diferentes exercícios de extensão de cotovelo
Autor Jacobsen, Anelise
Orientador Loss, Jefferson Fagundes
Data 2009
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Licenciatura.
Assunto Cotovelo
Torque
Resumo RESUMO: As atividades que envolvem exercícios de força podem ser chamadas de treinamento com pesos (TP), seja em máquinas apropriadas ou com pesos livres, e oferecem inúmeros benefícios a população, como ganho de força e de massa muscular, preservação da densidade mineral óssea, além de benefícios estéticos e melhora na qualidade de vida, entre outros. Cada exercício possui uma característica mecânica própria, que pode ser descrita pela resistência externa, denominada torque de resistência externo. A variedade de exercícios é ampla, inclusive para um mesmo grupamento muscular, e o conhecimento do torque de resistência externo dos exercícios permite a otimização do treinamento. Existem inúmeras publicações a cerca do TP, mas pouco se sabe sobre se a resistência que esses exercícios oferecem está de acordo com a capacidade de gerar torque da musculatura envolvida. Sendo assim, o objetivo desse estudo é comparar os torques de resistência externos de quatro exercícios de extensão de cotovelo (tríceps no pulley próximo e afastado da máquina, tríceps testa e tríceps coice) e comparar esses torques externos com a capacidade de gerar torque da musculatura extensora, fornecida pela literatura. Para isso foi utilizado um individuo fictício, com 1,70m de altura e pesando 70kg. As forças atuantes no sistema foram representadas através de diagramas de corpo livre (DCL) e os cálculos das variáveis foram obtidos através de relações trigonométricas. A velocidade de execução foi considerada constante. Três dos quatro exercícios analisados apresentaram torque de resistência ascendente-descendente (próximo e afastado da roldana e testa), porém com picos ocorrendo em ângulos de flexão do cotovelo diferentes. O tríceps coice apresentou torque de resistência ascendente do início ao fim do movimento. De acordo com a literatura, o próximo a roldana e o testa apresentaram o torque de resistência mais similar a capacidade de gerar torque da musculatura extensora, enquanto que o tríceps coice apresentou uma melhor coincidência com a característica mecânica (distância perpendicular) da musculatura.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/18834
Arquivos Descrição Formato
000732964.pdf (1.922Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.