Repositório Digital

A- A A+

Dinâmicas sociais de gênero a partir da concessão do crédito pecuário a mulheres rurais do posto administrativo de Changalane em Maputo-Moçambique

.

Dinâmicas sociais de gênero a partir da concessão do crédito pecuário a mulheres rurais do posto administrativo de Changalane em Maputo-Moçambique

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Dinâmicas sociais de gênero a partir da concessão do crédito pecuário a mulheres rurais do posto administrativo de Changalane em Maputo-Moçambique
Autor Cândido, Maria Henrique
Orientador Lopes, Marta Júlia Marques
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Assunto Crédito
Desenvolvimento social
Moçambique
Mudança social
Mulheres
[en] Credit
[en] Gender
[en] Power and prestige
[en] Women
[es] Género
[es] Mujeres
[es] Poder y prestigio
Resumo A presente pesquisa analisa as dinâmicas sociais de gênero a partir da concessão do crédito pecuário a mulheres rurais, no interior da Agricultura Familiar da Comunidade do Posto Administrativo de Changalane, ao Sul de Maputo - Moçambique no período compreendido entre 1996 e 2008, sob influência da Associação Moçambicana para o Desenvolvimento da Mulher Rural - AMRU. Objetivo principal do estudo é conhecer e compreender os fatores que influenciaram essas mulheres a optarem pelo crédito pecuário e o significado social do novo papel socioeconômico por elas assumido na Comunidade. É sustentado pela teoria feminista, considerando o gênero como categoria analítica. Baseado em uma análise qualitativa e algumas quantificações sociodemográficas, configura-se na perspectiva investigativa exploratória. Centra-se nas mulheres rurais e, sobretudo, na constituição delas como sujeitos sociais com identidade própria de beneficiárias do crédito pecuário nesse espaço social. O contexto empírico da pesquisa localiza-se no Posto Administrativo de Changalane. A pesquisa baseou-se em instrumentos como: observação não participante; diário de campo; registros fotográficos e entrevistas semi-estruturadas. A análise dos dados explorou as condições materiais de vida das famílias. Revela-se que a introdução, pela AMRU, dessa nova atividade despertou a comunidade para novas formas de produção e relacionamento sociofamiliar, possibilitando o estabelecimento de novas e mais igualitárias relações entre os sexos. Foram identificadas profundas e irreversíveis mudanças nas relações sociais e familiares nas unidades produtivas na Comunidade, decorrentes da concessão dessa nova modalidade de crédito às mulheres, nos últimos 12 anos. Nesse sentido, a antiga estrutura de relações sociais e de gênero foi questionada, favorecida pela estratégia de Educação Cívica e capacitação profissional fundamental proposta pela AMRU. Buscou-se a inclusão da mulher, até então "invisível", como um segmento importante na produção de riquezas, assim como no espaço da cidadania, priorizando a justiça social e a promoção da igualdade entre os sexos no combate à discriminação. Discutem-se também as repercussões dessa atividade na dinâmica das relações matrimoniais que influenciaram a valorização e auto-estima das mulheres no plano econômico e social e que culminaram com a aquisição do prestigio social. Mudanças vislumbradas na dinâmica familiar, a partir de elementos materiais e simbólicos compõem, atualmente, a vida dessas mulheres. Salienta-se, também, a relevância da "nova identidade" proporcionada e geradora de novas práticas sociais na conformação do rural e da Agricultura Familiar, dentro da Comunidade.
Abstract The current research analyzes the gender dynamics and social relations from the cattle credit granted to farm women within the Family Agriculture from the Community of the Administrative Department of Changalane, in the South of Maputo - Mozambique in the time frame between 1996 and 2008 under the influence of the Mozambique Association for Women and Rural Development - AMRU. The main objective of the study is to find out and understand the factors that influenced these women to take the option of the cattle credit and the social meaning of the new social and economic role that they took over in the Community. It is supported by the feminine theory considering the gender as an analytical category. The study is based on a qualitative analysis and on a few social and demographic quantifications with configuration under the exploratory and investigative perspective. It is centered on the farm women and, mainly, on their constitution as social subjects with own identity as beneficiaries of the cattle credit in this social space. The empiric context of the research is located in the Administrative Department of Changalane. The research was based on instruments like: non-participant observation; field diary; photographic registrations and semi-structured interviews. The data analysis exploited the life material conditions of the families. It reveals that the introduction of this new activity by the AMRU raised the interest of the Community for new ways of production and of social and family relationship by opening the possibility of establishing new and more equal relations between the sexes. Deep and irreversible changes in the social and family relations were identified in the production units of the Community, as a result of the cattle credit granted to the women over the last 12 years. In this sense, the issue of the former structure of social and gender relations was raised, favored by the strategy of Civic Education and the fundamental professional qualification proposed by the AMRU. One searched for the inclusion of the woman who was "invisible" till then, as an important segment in the production of richness as well as in the citizenship space, by prioritizing the social justice and the promotion of equality between the sexes to cope discrimination. Discussions are also carried out regarding the repercussions of this activity in the dynamic matrimonial relations that influenced the valorization and selfesteem of the women at the economic and social levels and that culminated with the acquisition of the social prestige. Changes glimpsed in the family dynamics, from material and symbolic elements, compose nowadays the life of these women. As of now, it is pointed out the relevance of the "new identity" provided and generator of new social practices in the conformation of the farm structure and of the Family Agriculture within the Community.
Resumen La presente pesquisa analiza las dinâmicas sociales del género a partir de la concesión del crédito pecuario a mujeres rurales, en el interior de la Agricultura Familiar de la Comunidad del Departamento Administrativo de Changalane, al Sur de Maputo - Mozambique en el período comprendido entre 1996 y 2008 bajo la influencia de la Asociación Mozambiqueña para Desenvolviment de los Mujeres Rurales - AMRU. El objectivo principal de estudio y los factores que influenciaron esas mujeres a optar por el crédito pecuario y el significado social del nuevo papel socio-económico por ellas asumido en la Comunidad. Se basa en un análisis cualitativo y en algunas cuantificaciones socio-demográficas y se configura en la perspectiva investigativa exploratoria. Se sustenta por la teoría feminista, considerando el género como categoría analítica. Es tá centrado en las mujeres rurales y, sobretodo, en su constitución como sujetos sociales con identidad propia beneficiarias del crédito pecuario en el space social. El contexto empírico de la pesquisa se localiza en el Departamento Administrativo de Changalane. La pesquisa se basó en instrumentos como: observación no participante; diario de campo; registros fotográficos y entrevistas semiestructuradas. El análisis de los datos exploró las condiciones materiales de vida de las familias. Se reveló que la introducción, por la AMRU, de esa nueva actividad despertó la Comunidad para nuevas formas de producción y relacionamiento social y familiar, posibilitando el establecimiento de nuevas y más igualitarias relaciones entre los sexos. Fueron identificadas profundos e irreversibles cambios en las relaciones sociales y familiares en las unidades productivas de la Comunidad, resultantes de la concesión del nueva modalidad de la crédito a las mujeres, en los últimos 12 años. En ese sentido, la antigua estructura de relaciones sociales y de género fue cuestionada, favorecida por la estrategia de Educación Cívica y capacitación profesional fundamental, propuesta por la AMRU. Se buscó la inclusión de la mujer, hasta entonces "invisible", como un segmento importante en la producción de riquezas, así como en el espacio de la ciudadanía, priorizando la justicia social y la promoción da igualdad entre los sexos en el combate a la discriminación. Se discuten, también, las repercusiones de esa actividad en las relaciones matrimoniales que influenciaron la valorización y auto-estima de las mujeres en el plano económico y social y que culminaron con la adquisición del prestigio social. Cambios vislumbrados en la dinámica familiar, a partir de elementos materiales y simbólicos componen, actualmente, la vida de esas mujeres. Se destaca, actualmente, la relevancia de la "nueva identidad" proporcionada y generadora de nuevas prácticas sociales en la conformación del rural y de la Agricultura Familiar, dentro de la Comunidad.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/18839
Arquivos Descrição Formato
000726262.pdf (1.314Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.