Repositório Digital

A- A A+

Arranjos produtivos locais e capital social no Vale do Jaguari/RS

.

Arranjos produtivos locais e capital social no Vale do Jaguari/RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Arranjos produtivos locais e capital social no Vale do Jaguari/RS
Autor Anése, Rogério Luis Reolon
Orientador Lahorgue, Maria Alice Oliveira da Cunha
Data 2009
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Economia.
Assunto Arranjos produtivos
Capital social
Desenvolvimento local
Vale do Jaguari, Região (RS)
[en] Local development
[en] Located innovation
[en] Social capital
Resumo Nas últimas décadas, as teorias de desenvolvimento passaram por um processo de transformação engendrado pelas mudanças nos padrões de produção e consumo, com a emergência do modelo de produção flexível ou pós-fordista. Estas mudanças levaram a uma emergência e reinvenção do local como espaço de desenvolvimento e, evidenciam o papel central das inovações, do conhecimento e do aprendizado interativo como fatores da competitividade sustentada e desenvolvimento local. Neste sentido, as localidades devem ser vistas como espaços ativos dotados de cultura, história, recursos humanos, recursos sociais e materiais diferenciados, e podem com a organização e dinamização destes fatores definirem os rumos do desenvolvimento de maneira endógena e sustentável. É neste contexto que se propõe a presente tese, que busca identificar as condições sociais, através do Capital Social e, econômicas com a identificação dos setores industriais da Região do Vale do Jaguari/RS. Para tanto, foi calculado o Índice de Capital Social através das dimensões propostas pelo Banco Mundial e, com isso, pode-se inferir de que forma este capital pode impulsionar ou obstaculizar a expansão sólida dos setores industriais e torná-los Arranjos Produtivos Locais (APLs). As análises mostraram que em alguns municípios o Capital Social, pode realizar o papel de construir o entorno inovador para as empresas, e estas, ganharem competitividade para se inserir no contexto da competição global.
Abstract In the last decades, the development theories had passed for a process of transformation produced for the changes in the standards of production and consumption, with the emergency of the model of flexible production or after-fordista. These changes had taken to an emergency the place as development space and, evidence the central paper of the innovations, the knowledge and the interactive learning as factors of the supported competitiveness and local development. In this direction, the localities must be seen as active spaces endowed with culture, history, human resources, differentiated social and material resources, and can with the organization and dynamization of these factors define the routes of the development in endogenous and sustainable way. It is in this context that if considers the present thesis, that it searchs to identify the social conditions, through Social Capital e, economic with the identification of the industrial sectors of the Region of the Vale do Jaguari/RS. For in such a way, the Index of Social Capital through the s was calculated dimensions proposals for the World Bank and, with this, it can be inferred of that it forms this capital it can stimulate or hinder the solid expansion of the industrial sectors and becomes them Local Productive Arrangements (APLs). The analyses had shown that in some cities the Social Capital, can carry through the paper to construct “entorno” innovative for the companies, and these, to gain competitiveness to insert themselves in the context of the global competition.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/18879
Arquivos Descrição Formato
000729045.pdf (1.011Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.