Repositório Digital

A- A A+

A(in)visibilidade do gênero na psicologia acadêmica : onde os discursos fazem(se) política

.

A(in)visibilidade do gênero na psicologia acadêmica : onde os discursos fazem(se) política

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A(in)visibilidade do gênero na psicologia acadêmica : onde os discursos fazem(se) política
Autor Narvaz, Martha Giudice
Orientador Koller, Silvia Helena
Data 2009
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Pós-Graduação em Psicologia.
Assunto Análise do discurso
Gênero
Produção científica
Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia.
[en] Discourse
[en] Gender
[en] History of the psychology
[en] Psychology theories
[en] University
Resumo Esta Tese foi construída com base na pesquisa documental com o objetivo de investigar as possibilidades de enunciação, os lugares ocupados e as filiações dos discursos de gênero na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e, em particular, no Instituto de Psicologia desta Universidade. Esta pesquisa emergiu do diálogo entre a Análise de Discurso Francesa de Michel Pêcheux, os Estudos Feministas e de Gênero e a Arqueogenealogia de Michel Foucault. Conceituando gênero como a forma de organização sócio-histórica e política da diferença (sexual), analisamos a inscrição do indexador „gênero‟ em Linhas de Pesquisa, Projetos de Pesquisa e Teses e Dissertações disponíveis na base de dados digital da UFRGS. A análise do corpus investigado revelou a (in)visibilidade dos discursos de gênero na universidade, na qual ocupa posição periférica de enunciação. Conceito politizado que desvela as hierarquias sobre as quais a ordem social e a própria universidade brasileira estão assentadas, gênero resiste à tentativa de silenciamento que lhe é imposta e se enuncia, embora sitiado em alguns poucos campos do saber. Associados aos Grupos e Núcleos de Estudos de Gênero existentes na UFRGS, dentre eles, na Educação, nas Letras e nas Ciências Sociais e Humanidades, os discursos de gênero filiam-se às teorias feministas e às teorias pósestruturalistas de gênero. Em outros campos do saber, gênero é ocultado, negado, reprimido, amordaçado. No Instituto de Psicologia, os discursos de gênero também são periféricos, materializando-se em poucas disciplinas eletivas e em poucas Teses e Dissertações. Filiadas a diferentes discursos que fazem(se) política na produção de subjetividades (en)gendradas, as teorias e práticas psi regulam as possibilidades de gênero, podendo estar a serviço de manter a ordem social hierárquica. Buscando dar visibilidade às implicações das teorias e das práticas psicológicas ensinadas na universidade é que foi construída esta Tese, que deseja também instigar à reflexão sobre nossos próprios discursos. Sugestões para a transversalização das questões de gênero na estrutura curricular das universidades são oferecidas, alinhadas a políticas de formação de psicólogos e psicólogas comprometidos(as) contra todas as formas de opressão geradoras de sofrimento psíquico, sobretudo às mulheres e àqueles e àquelas, de todos os (trans)gêneros, designados menos humanos ao longo da história.
Abstract The present Thesis was built based on documental research in a search for the possibilities of enunciation, the occupied places and the gender discursive inscriptions at Rio Grande do Sul Federal University (UFRGS) and, in particular, at Institute of Psychology in the same university. That research emerged from dialogues among Michel Pêcheux French Discursive Analyze, Feminist and Gender Studies and Foucaultian Arqueogenealogy. Building the concept of gender as the form of political, social and historical organization of the sexual difference, it was analyzed "gender" index inscription in research areas, research projects, theses and dissertations available at UFRGS digital data base. The corpus analyses disclosure the (in)visibility of gender discursive at the university, in whose 'gender' occupies marginalized position of enunciation. Gender, as a concept that brings political implications and disclosure the hierarchies over which the social order and Brazilian university itself got fitted well, resists to the attempt of silencing that is being inflicted to it and is being enunciated, nevertheless this concept is still restricted to a few fields of knowledge territories. Associated to Groups and Gender Study Centers existent in UFRGS, among them, at Faculty of Education, Arts and Social Sciences, gender discourses have got inscribed in feminist theories and post-structuralist gender theories. In another fields of knowledge, gender is denied, suppressed, muzzled. At Institute of Psychology, gender discourses are also peripheral, being materialized in a few elective disciplines and in a few Theses and Dissertations. Psy theories and practices make policies and also are itself political. Inscribed in different discursive approaches make divergent (en)gendered subjectivity production, could be in service to control statute of genders and maintain the hierarchical social order. This Thesis was built in a search for giving visibility to implications of psychological theories and practices about gender teaching at university and to instigate to critical analyze about ourselves discourses either. Suggestions for make gender issues transversal in the curricular structure of universities are offered, aligned to education policies of training male and females psychologists committed against any kind of oppression and prejudice that produce subjective suffering, specially for women and for all (trans)gender assigned less humane across the history.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/18884
Arquivos Descrição Formato
000729395.pdf (1.618Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.