Repositório Digital

A- A A+

Análise do comportamento da remada durante sessão de surf no litoral norte do Rio Grande do Sul

.

Análise do comportamento da remada durante sessão de surf no litoral norte do Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise do comportamento da remada durante sessão de surf no litoral norte do Rio Grande do Sul
Autor Oliveira, Pedro Ruschel Corrêa de
Orientador Peyré-Tartaruga, Leonardo Alexandre
Data 2009
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Licenciatura.
Assunto Surfe
[en] Paddling
[en] Surfing
Resumo Este estudo busca contribuir com surfistas e treinadores desta modalidade, levando-se em consideração a falta de material teórico sobre o assunto, bem como o aumento do número de praticantes a cada ano. O presente estudo tem por objetivo coletar informações acerca da especificidade do comportamento da remada durante uma sessão de surfe. Para isto convidou-se um surfista profissional em atividade para a participação no estudo. Realizou-se a filmagem de duas sessões de surfe. A primeira com 30 minutos de duração e a segunda com 25 minutos de duração. A filmagem ininterrupta focada no surfista durante toda a sessão permitiu ao pesquisador uma análise detalhada acerca dos acontecimentos. O maior detalhamento esteve relacionado aos eventos de remada. Cada evento foi descrito quanto ao tempo de duração e ao número de braçadas. O tempo que o surfista ficou sentado na prancha também foi computado, tanto para ver o tempo total nesta situação, como para verificar o intervalo entre os eventos de remada. Outro aspecto analisado é o tempo total que o surfista esteve de pé sobre a prancha. As condições do mar foram descritas segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC). Este estudo está direcionado aos surfistas do litoral norte do estado do Rio Grande do Sul. Com relação à primeira sessão de surf, o surfista esteve 76% do tempo remando, 17,3% do tempo em repouso e 3,6% do tempo total de pé sobre a prancha. Já na segunda sessão de surfe, os percentuais do tempo total foram 67%, 23,2% e 3%, respectivamente. Estes resultados foram comparados aos da literatura (Mier 1991, Vilanueva 2006), pode-se notar que neste estudo o surfista esteve mais tempo remando do que nos outros estudos, apesar do percentual do tempo relacionado a estar de pé sobre a prancha não apresentar diferenças. È imprescindível que qualquer surfista que pretende praticar o esporte tenha um bom condicionamento de sua remada, e parece que, se tratando de praticá-lo no litoral do Rio Grande do Sul, melhor ainda deve ser este condicionamento. Neste estudo, para permanecer um minuto e cinco segundo de pé sobre a prancha, o surfista teve que remar por vinte e dois minutos e quarenta e oito segundos (valores totais da primeira sessão de surfe analisada).
Abstract The objective of this study is to contribute with surfers and coaches of traditional surf, considering the lack of material addressing this issue and the increasing number of athlets practicing this sport every year. This study aims to collect information about the specificity of a surfing session. Therefore a professional surfer was invited to participate of the study. Two surf sessions were filmed. The first had 30 minutes duration and the second had 25 minutes duration. The film focused on continuous practice of surf throughout the session, it allowed the researcher a detailed analysis about the events. The greatest detail was related to the events of paddling. Each event was described as the duration and the number of paddlings. The time that the surfer spent sitting on the surfboard was also computed, both to see the total time in this situation, and the interval between the events of paddling. Another important consideration is the total time that the surfer was standing on the surfboard. The sea conditions were described according to the Center for Weather Forecasting and Climate Studies (CPTEC). This study is targeted to surfers on the north coast of Rio Grande do Sul. Regarding the first session of surfing, the surfer was 76% of the time paddling, 17.3% of the time at rest and 3.6% of the total time standing on the surfboard. In the second session of surfing, the percentage of the total were 67%, 23.2% and 3% respectively. These results were compared to the literature, it should be noted that in this study the surfer was paddling longer than in other studies, although the percentage of time related to standing on the surfboard does not show diferences. It is essential that any surfer who wants to practice this sport must have a good conditioning of paddling, and it seems that when it comes to practice it on the north coast of Rio Grande do Sul, this conditioning should be even better. In this study, to stay one minute and five seconds standing on the surfboard, the surfer had to paddle for twenty-two minutes and forty-eight seconds (total values of the first surfing session examined).
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/18980
Arquivos Descrição Formato
000732928.pdf (54.72Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.