Repositório Digital

A- A A+

Proposta de um modelo conceitual para o planejamento de instalações industriais livre de barreiras

.

Proposta de um modelo conceitual para o planejamento de instalações industriais livre de barreiras

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Proposta de um modelo conceitual para o planejamento de instalações industriais livre de barreiras
Autor Bitencourt, Rosimeire Sedrez
Orientador Guimaraes, Lia Buarque de Macedo
Data 2008
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.
Assunto Acessibilidade
Instalações industriais
Pessoas com deficiência
Responsabilidade social
[en] Accessibility
[en] Disabled people
[en] Planning of industrial facilities
[en] Production engineering
[en] Social responsibility
Resumo O papel do engenheiro de produção (ou industrial) permite que ele conduza o planejamento de instalações industriais de forma a eliminar, ou minimizar, diferentes formas de barreiras que possam surgir durante a fase de planejamento das instalações, viabilizando que o ambiente de trabalho industrial seja acessível às pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida. Todavia, as principais obras utilizadas como referência nacional e internacional para o planejamento de instalações industriais praticamente desconsideram as adequações necessárias para viabilizar a inclusão. Esta pesquisa propõe contribuir com o preenchimento desta lacuna por meio de um modelo que possa ser utilizado como guia para o planejamento de instalações industriais, de forma a viabilizar que o projeto seja acessível desde a concepção. Este modelo foi desenvolvido considerando as demandas necessárias à inclusão, por meio da incorporação de informações relacionadas desde o exterior da fábrica (meio social) até o posto de trabalho. Para tanto, estas demandas foram identificadas por diferentes meios: i) pesquisa bibliográfica com base na legislação, instruções normativas vigentes, modelos de inclusão e técnicas de projeto; ii) de forma participativa com profissionais de diferentes áreas de atuação, integrantes de entidades assistenciais e das próprias pessoas com deficiência; e; iii) um estudo de caso realizado em indústria que possui pessoas com deficiência trabalhando no chão-de-fábrica. Buscou-se elaborar o modelo de forma compatível com a linguagem utilizada na área de engenharia, o qual foi denominado “planejamento de instalações industriais livre de barreiras”. As considerações finais apontam a existência de demandas para inclusão relacionadas inclusive ao sistema de produção e a organização do trabalho, sugerindo que soluções integradoras, como a do modelo proposto, sejam utilizadas na formação dos futuros engenheiros de produção.
Abstract The production (or industrial) engineer's role allows the planning of industrial facilities in a way to eliminate or minimize different forms of barriers that can appear during the phase of planning the facilities, making the industrial work environment accessible for disabled people or people with mobility impairments. Though, the main reference works used as national and international reference for the planning of industrial facilities practically do not consider the necessary adaptations to make these individuals' inclusion possible. This research intends to contribute to fill this gap through a model that can be used as guide for the planning of industrial facilities to make the project accessible from the conception. This model was developed considering the necessary demands to the inclusion, through the incorporation of related information from outside the factory (social environment) to the workstation. Therefore, these demands were identified by different means: i) bibliographical research based on legislation, effective normative instructions, inclusion models and project techniques; ii) in a participative way with professionals of different areas of performance, part of assistance entities and from the disabled people; and; iii) a case study accomplished in an industry that works with disabled people. The elaboration of a model compatible with the language used in the engineering area was searched, which was denominated “barrier free industrial facilities planning". The final considerations show the existence of demands for inclusion even related to the production system and work organization, suggesting that integrative solutions, as the one of the proposed model, should be used in the formation of the future production engineers.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/18986
Arquivos Descrição Formato
000731573.pdf (5.698Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.