Repositório Digital

A- A A+

Diversificação de commodities no uso da terra na agricultura do Estado do Paraná, Brasil

.

Diversificação de commodities no uso da terra na agricultura do Estado do Paraná, Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Diversificação de commodities no uso da terra na agricultura do Estado do Paraná, Brasil
Autor Watanabe, Melissa
Orientador Dewes, Homero
Data 2009
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Agronegócios
Diversificação
Produção agrícola
Uso da terra
[en] Agriculture census
[en] Agriculture commodities
[en] Agriculture diversification
[en] Land cover
[en] Municipal development
Resumo As civilizações humanas iniciaram o seu desenvolvimento a partir do uso da terra nas atividades agrícolas. Esse uso da terra na agricultura está condicionado às questões biofísicas, atividades socioeconômicas e contextos culturais das populações da qual dependem. O Estado do Paraná tem se apresentado com uma agricultura forte e vinculada diretamente às principais commodities agrícolas mundiais com uma produção agrícola diversificada, que espelha a evolução dos agronegócios do Brasil. O presente estudo busca analisar a evolução das principais culturas agrícolas do Estado do Paraná de 1996 a 2006 e relacioná-las aos fatores reconhecidos como determinantes do uso da terra, estimando a repercussão desse uso nas respectivas condições socioeconômicas prevalentes nos municípios. Observou-se que as culturas agrícolas da soja, milho e trigo apresentaram ampliação de áreas principalmente em regiões de solos mais férteis. O café teve uma significativa retração em área, principalmente nas regiões mais a noroeste do Estado, mas, em contrapartida, a cana-de-açúcar apresentou uma grande expansão, principalmente nas regiões próximas a Maringá e Paranavaí. As áreas de pastagens no Estado do Paraná sofrem retração ou aumento em decorrência das oportunidades de mercado que as principais commodities apresentam. As matas e florestas, em 1996, apresentavam-se mais concentradas na região sudeste do estado, e, observou-se que, em 2006, esta concentração foi diminuída e suas áreas tornaram-se mais presentes em todo o Estado do Paraná. Após, calculou-se o Índice de Diversificação das Commodities Agrícolas (IDCA) e o Índice de Desenvolvimento Municipal (IDM) para cada município do Estado do Paraná nos anos de 1996 e 2006. O IDCA apresentou maiores valores nos municípios das regiões do estado apresentando solos mais férteis e sem uma grande restrição climática. De 1996 para 2006, houve um aumento de 9,6 % nos valores médios de IDCA no estado, mostrando, assim, um aumento de sua diversificação. O Índice de Desenvolvimento Municipal (IDM) apresentou-se de uma forma homogênea, o que mostra uma ausência de regiões com maior ou menor desenvolvimento, nos anos de 1996 e 2006. A correlação entre o IDCA e o IDM revelou-se baixa, mostrando uma ausência de relação direta entre a diversificação das commodities agrícolas nos muncípios, IDCA, e seu respectivo desenvolvimento municipal, IDM. Após esta análise, separou-se o Estado do Paraná em duas regiões edáficas distintas: a região A que apresenta solos, em sua maioria, de origem sedimentar ou metamórfica e a região B com solos basálticos, reconhecidamente mais férteis. Com o teste de diferença mínima significativa (5% de nível de significância) nas médias dos indicadores IDCA e IDM entre as regiões A e B, observou-se diferença entre médias para o IDCA e uma igualdade para o IDM. A produção das commodities agrícolas paranaenses responde aos mercados internacionais influenciados pela oferta e demanda mundiais e pelos seus respectivos preços e cotações internacionais. Os incrementos verificados no indicador de diversificação agrícola utilizado sugerem que, na última década, ocorreu um aumento da resiliência do Estado do Paraná frente às oscilações do mercado.
Abstract Agricultural land-use is related to the environmental, biophysical conditions and to the cultural and socioeconomical context of the populations, which depend upon it. The Parana State, Brazil, is charaterized by a vigorous agriculture that responds directly to fluctuations of the world commodities markets. Its agriculture is diversified and follows the Brazilian agribusiness trends. This study aims towards the analysis of the evolution of the major cultures of the Parana State between the years of 1996 and 2006 and relates it to the main, recognized drivers of land-use, trying to establish its eventual effects on the socioeconomical conditions prevalent in the municipalities of the Parana State, taken here as analytical grid cells. It was seen that in the past decade the areas of cultivation of soybean, corn and wheat expanded, mostly in the regions of more fertile soils. Coffee presented a significant reduction of cultivation area, mostly in the northwest of the state, contrasting with sugarcane fields that expanded into this area. Pasture areas in the Parana State have changed as a result of the new opportunities of the world market for grain commodities. In 1996 wild and cultivated forests were more concentrated in the southeast of the Parana State. In 2006 this concentration was reduced and the forests were more spread throughout the state. In an attempt to relate the agricultural diversification of the Parana State with the local, prevalent socioeconomical conditions, an Agricultural Commodities Diversification Index (ACDI) and a Municipal Development Index (MDI) were calculated for each municipal grid cell, for both the years 1996 and 2006. ACDI values were higher for the municipalities located in the regions of more fertile soil, with no markedly climatic restrictions for agriculture. From 1996 to 2006 average values for ACDI in the State of Parana soared around 9.6 %, suggesting an increase in agricultural diversification. MDI values throughout the Parana State are quite homogeneous, showing an absence of regions of markedly diffentiated level of development. The calculated correlation between ACDI and MDI was low, suggesting an absence of direct relationship between the agricultural commodities diversification and the socioeconomic development of the municipalities of the Parana State. There are two distinct, edafic regions in this state. One presents mostly sedimentary or metamorphic soils, the other presents mostly basaltic, markedly more fertile soils. A test for significant minimal difference (5 % significance level) was carried out with the average values for ACDI and MDI for the two distinct, edafic regions. A significant difference was found between the average values for ACDI, but no difference between the average values for MDI. As a whole, it was concluded that the production of agricultural commodities in the Parana State responds to international markets, and is mostly affected by supply and demand and by the international commodities prices. The increments of the index for agricultural diversification suggest that in the last decade the agriculture of the Parana State became more resilient towards the unstabilities and uncertainties of the global commodities markets.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/19106
Arquivos Descrição Formato
000734576.pdf (4.472Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.