Repositório Digital

A- A A+

Finanças comportamentais : um estudo sobre a decisão de investimento dos jovens

.

Finanças comportamentais : um estudo sobre a decisão de investimento dos jovens

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Finanças comportamentais : um estudo sobre a decisão de investimento dos jovens
Autor Chiele, Pedro Gaio
Orientador Galli, Oscar Claudino
Data 2009
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Administração.
Assunto Finanças comportamentais
Investidores
Jovens
Mercado financeiro
Perfil
[en] Behavioral finance
[en] Decision making
[en] Loss aversion
[en] Young investors
Resumo A Hipótese dos Mercados Eficientes fundamenta-se na idéia de que os indivíduos são perfeitamente racionais nas decisões de investimentos. As finanças comportamentais surgem como uma abordagem alternativa a essa afirmação, justificando a não racionalidade do homem através das ilusões cognitivas e da aversão ao risco. Inicialmente este trabalho traça as principais linhas que diferem a teoria comportamental das finanças modernas. São apresentados os principais elementos das finanças comportamentais e é discutido o processo de tomada de decisão. Posteriormente, realiza-se um estudo com 65 investidores do mercado financeiro, a fim de analisar o comportamento dos jovens investidores ao enfrentarem situações de risco. Com a pesquisa, percebe-se que os investidores sofrem influências emocionais na tomada de decisão de investimento e que, no entanto, os jovens vêm buscando mais informações a respeito do mercado quando comparados com investidores mais velhos. Nota-se também que os mais jovens conseguem “escapar” de algumas ilusões cognitivas, arriscando para potencializar seus resultados, tanto no campo dos ganhos quanto no das perdas. Por sim, sugerese possíveis ações para que corretoras e profissionais do mercado financeiro possam atender às necessidades dos jovens investidores.
Abstract The efficient market hypothesis asserts that people are perfectly rational in investment decisions. The behavioral finance has emerged as an alternative approach to this statement, justifying the non-rationality of human beings through cognitive illusions and loss aversion. Firstly this paper compares the differences between behavioral theory and modern finance. The main elements of behavioral finance are introduced and it is discussed the process of decision making. Later, it is presented a study with 65 investors of financial markets in order to analyze the behavior of young investors when faced with situations of risk. Through this research, it is possible to see that investors suffer emotional influences in investment decision making and that, however, young people are looking for more information about the market, when compared with elderly investors. It is noted also that youngs can "escape" from some cognitive illusions and risk more to get larger gains , either in the field of won or losses. Finally, it is suggested possible actions to brokerages and market professionals to attend the needs of young investors.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/19155
Arquivos Descrição Formato
000734585.pdf (759.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.